Crianças aprendem, desde cedo, como colocar a fé em prática

Crianças aprendem, desde cedo, como colocar a fé em prática

Atualizado: Quinta-feira, 7 Julho de 2011 as 11:30

Sempre atenta e preocupada com o crescimento espiritual de cada criança, as educadoras da Escola Bíblica Infanto- Juvenil (EBI), do Brasil e do mundo, ensinam a Palavra de Deus, bem como realizam orações pela vida dos pequeninos. Os pais que participam dos cultos na Igreja Universal desfrutam do privilégio e conforto de, enquanto estiverem na reunião, às educadoras fica a tarefa de levar leituras, louvores, teatro com temas bíblicos, pintura, desenhos e outras atividades.

Os templos da IURD contam com espaços planejados, com salas e banheiros adequados exclusivamente para as crianças, de 0 a 14 anos, que são orientadas de acordo com a faixa etária. Muitas delas aprendem a orar e a ter comunhão com Deus por meio desse trabalho.

Para a mãe de Bruno Kawamura, de 6 anos, Lilian, a frequência do filho às reuniões da EBI de Gunma, no Japão, tem proporcionado uma boa relação entre eles. "Eu acho as aulas fundamentais para o desenvolvimento espiritual da criança. Ela aprende a orar e a ter uma comunhão com Deus, sendo também obedientes aos pais", conta ao lado filho.

Engana-se quem pensa que a pouca idade impede os participantes de fazerem parte dos propósitos de fé realizados pela Igreja Universal do Reino de Deus. Por meio de desenhos e explicações bíblicas didáticas, as educadoras falam acerca da Fogueira Santa de Israel, campanha em andamento atualmente, e milhões de crianças, em todo o mundo, vestidas de vermelho, absorvem o espírito de revolta contra os problemas, assim como aconteceu com Gideão no passado.

E não são poucos os que já obtiveram resposta para tamanha fé. O adolescente Eduardo Delmondes Campos , de 13 anos, relata que em outra campanha de Israel fez o voto pela família e foi atendido por Deus. “Eu sofria muito, pois o meu pai bebia. Quando chegou a Fogueira Santa, usei a minha fé e Deus me respondeu. O meu pai parou de beber e toda minha família está na presença de Deus, para honra e glória do Senhor Jesus”, conta Eduardo.

Para Emele Souza Silva, de apenas 10 anos, a experiência com Deus não foi diferente. Frequentadora da EBI de Duque de Caxias, Rio de Janeiro, ela conta que fez o pedido pela libertação da avó e obteve a resposta. “Foi com as educadoras que aprendi a usar a minha fé e, na Fogueira Santa de Israel, me lancei fazendo um propósito pela minha avó, que fumava há mais de 30 anos. Pedi a Deus que a libertasse desse vício e orei por ela todos os dias. Quando passei no altar, Deus me respondeu. Hoje minha avó está livre do cigarro graças ao Senhor Jesus”, contou bastante feliz.

veja também