Cristã encontra assassino de seu filho e estuda a Bíblia com ele na prisão

Além de perdoar o jovem que matou seu filho, Marcia foi além e passou a oferecer estudos bíblicos para ele na prisão.

fonte: Guiame, com informações da Adventist Review

Atualizado: Quinta-feira, 6 Julho de 2017 as 10:51

Outros presos se interessaram pelos estudos bíblicos. (Foto: Adventist Review).
Outros presos se interessaram pelos estudos bíblicos. (Foto: Adventist Review).

Você pode imaginar como seria conhecer a pessoa que tirou a vida do seu filho? Muitos de nós nem conseguimos pensar em enfrentar um momento como esse. Mas uma mãe cheia de fé iniciou um ministério em prisões depois de fazer exatamente isso: encontrar o assassino de seu filho. Mas ela foi além e deu um passo adiante, ela estudou a Bíblia com ele.

"Um ano depois que meu filho morreu, encontrei seu assassino, e ele se tornou um tipo de filho para mim", disse a mãe Marcia Santos. "Enquanto eu estava lhe dando estudos bíblicos, Deus me deu um sonho onde Ele me mostrou passo a passo o que fazer para ajudar os internos locais", ressaltou.

"Pedi a Deus que me enviasse mais voluntários com um coração voltado para esse ministério", disse ela, acrescentando que agora sente que cada aluno é como um de seus filhos, reporta a Revista Adventista.

Curso bíblico

Os presos de Itabuna, município brasileiro do sul do estado da Bahia, agora podem solicitar uma redução de pena após completar um curso bíblico oferecido pela Igreja Adventista na área, da qual Marcia é membro. O projeto "Jesus na Prisão" já está sendo executado, com 12 alunos que já estão recebendo seus certificados de conclusão.

"Eu conheci Deus em um momento em que minha vida foi uma vergonha", disse um preso depois de completar o curso. "Mas, através da Palavra de Deus, Deus me foi revelado, e eu consegui descobrir o que Ele quer para a minha vida", compartilhou.

O conteúdo do curso é dividido em 18 aulas e distribuído em cinco ou seis sessões que podem ser completadas dentro de um mês, dependendo das atividades da prisão. No final do curso, os alunos que cumprem os requisitos recebem um certificado e o direito a uma redução de sentença de um dia por 12 horas.

Recuperação de pessoas

Para o juiz de imposição criminal de Itabuna, Antônio Carlos Maldonado, os benefícios do projeto vão muito além de uma redução de pena. Na reunião do dia 9 de maio, ao abordar os doze alunos que obtiveram os certificados do curso, Maldonado discutiu o raciocínio para a oferta de um curso bíblico. "Nós queremos prepará-los para retornar à sociedade e não há melhor maneira que estudando a Palavra de Deus", pontuou.

Atualmente, existem 1,290 presos na prisão de Itabuna, e 400 deles já mostraram interesse em fazer parte das próximas turmas do curso bíblico. Para o diretor da prisão de Itabuna, Adriano Jácome, participar do curso ajudará os presos a estarem melhor preparados para a transição de volta para a sociedade. "Estas são pessoas com termos limitados, que voltarão na rua a qualquer momento", disse ele. "Nós vimos que aqueles que trabalham desenvolvem a fé se tornam pessoas diferentes quando saem", finalizou.

veja também