Cristãos se reúnem na África para discutir missões

Cristãos se reúnem na África para discutir missões

Atualizado: Quarta-feira, 15 Setembro de 2010 as 8:46

A Associação dos Evangélicos na África (AEA) concluiu a 10ª Assembleia Geral. Mais de 130 líderes de todo o continente Africano estavam presentes para discutir a atual situação do continente africano.

Os líderes foram desafiados a ser uma voz relevante na África e representar fielmente a Cristo em todas as áreas da sociedade. O pastor nigeriano Gbile Akanni disse chegou à hora dos africanos acordarem e assumirem a responsabilidade por suas nações e continentes. "Esse é o tempo escolhido por Deus para a África", afirma o pastor.

Calisto Odede, Pastor adjunto da Igreja Pentecostal de Nairobi, no Quênia, enfatizou a preeminência de Cristo no universo, a Igreja e na vida dos indivíduos. Ele desafiou todos a levar Cristo para onde eles forem. "Precisamos e homens humildes, inteligentes, de caráter, preparados para pagar o preço por Jesus".

Gordon Showell Rogers, secretário-geral adjunto da Aliança Evangélica Mundial, fez o mesmo apelo e lamentou as décadas de guerras e conflitos que afligem o continente e causou a morte de cerca de 10 milhões de africanos.

Durante a Assembleia, a AEA recebeu a recém-formada Aliança Evangélica de Madagascar em uma adesão plena. Era também a primeira Assembleia a ter lugar com o novo Secretário-Geral da AEA, Foday Aiá-Khabenje.

Ele assume a liderança do AEA em um momento crítico para a organização e admite que  tem uma tarefa difícil pela frente, enquanto ele busca reconstruir e reorientar o trabalho da AEA no âmbito de um novo Plano Estratégico.

"Imagine o impacto de 80 milhões de evangélicos Africano que assumiram o compromisso pessoal e corporativo nas relações, no evangelismo, missões, política, nos desafios do clima e os vários assuntos que a Igreja tem a responsabilidade de falar em", indaga.

veja também