Cristãos sírios sofrem com a guerra civil no país

Cristãos sírios sofrem com a guerra civil no país

Atualizado: Sexta-feira, 21 Outubro de 2011 as 9:57

Pelo menos 3 mil pessoas foram mortas e milhares foram detidas, em um esforço para barrar as manifestações contra o presidente Bashar al Assad.

A população da Síria já sofreu com perda de empregos e com o preço dos alimentos, que aumentou bastante. Agora, Jerry Dykstra, da Portas Abertas EUA, diz que os cristãos sírios também estão sofrendo no país.

“Mais do que isso: talvez toda a população esteja sofrendo. Existe uma grande necessidade de bens e recursos para comprar alimentos. Nós precisamos nos lembrar da comunidade cristã do país, pois eles representam cerca de 10% na Síria, o que é uma quantidade significativa: 1,9 milhão de pessoas.”

De acordo com Dykstra, se Assad for derrubado, a lei islâmica da Sharia pode ser implementada, o que irá ameaçar os cristãos sírios. “Muitos cristãos iraquianos fugiram para a Síria – talvez 100 mil cristãos nos últimos meses”, disse Dykstra. “E eles estão com medo de que a Síria sofra com a mesma coisa que aconteceu no Iraque, em relação à liberdade religiosa.”

Depois que o presidente iraquiano, Saddam Hussein, foi afastado de seu cargo, preso, condenado e executado, os cristãos iraquianos foram perseguidos e muitos tiveram de fugir para a Síria para salvar suas vidas.

veja também