Cristãos têm lançado uma campanha para proteger as crianças da pornografia na internet

Cristãos exigem mais restrição e controle sobre pornografia

Atualizado: Quinta-feira, 9 Fevereiro de 2012 as 12:27

Cristãos têm lançado uma campanha para proteger as crianças da pornografia na internet. A Premier Christian Media Trust e a campanha do grupo SaferMedia, estão pedindo ao governo para mudar a lei que obriga os provedores de serviços de internet (ISP) a introduzir um filtro em nível de rede que mudaria a configuração padrão para a pornografia na internet em ‘off’.


A mudança daria aos pais um controle maior sobre o que seus filhos são capazes de acessar através da internet, através de uma filtragem da pornografia.


De acordo com a Premier, um em cada três crianças de 10 anos de idade, viu pornografia online, enquanto o maior grupo que vêem pornografia on line são entre 12 e 17 anos de idade.
O lançamento da Campanha Safetynet, coincide com o Dia da Internet mais segura hoje em dia.


Peter Kerridge, diretor executivo da Premier Christian Mídia Trust, disse que a pornografia é um “perigo real” para as crianças.


“Nossos filhos são uma questão de primordial importância para aqueles que são envolvidos no mundo da pornografia online. Reconhecemos a necessidade de adotarmos medidas para proteger nossos filhos do sexo e da violência em filmes, vídeo games e da televisão. Esse mesmo princípio deve-se estender-se a internet”.


“Esta medida permitirá aos adultos a opção de acessar pornografia e dar às crianças a liberdade para navegar na Internet com segurança.”


Miranda Suit, co presidente da Safermedia disse:  “A introdução de filtros de nível ISP têm o potencial de oferecer proteção muito melhor para todas as crianças, e é por isso que estamos argumentando que esta medida seja aplicada de imediato.”

veja também