Cristo andou contra a cultura quando permitiu a ajuda das mulheres na Sua vida

"Cristo aceitou o trabalho 'feminino' sem preconceito"

Atualizado: Sexta-feira, 8 Março de 2013 as 11:09

 

Em seu twitter, a teóloga Esther Carrenho escreveu algumas frases sobre as atitudes e comportamentos de Jesus em relação às mulheres.
 
Nas publicações em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, Esther lembra que Jesus sempre agiu com compaixão e misericórdia com aquelas que naquela época eram desprezadas. Confira:
 
jesus _ mulher"Desde ontem estou pensando no amor de Cristo para com os marginalizados da sua época. Hoje em especial, as mulheres:
 
Cristo foi amoroso com a mulher pega em flagrante, com outro homem, e perguntou aos seus acusadores se eles eram melhores que ela.
 
Parou e conversou com a samaritana que buscava água sozinha, no sol quente, porque era vista como uma mulher que trocava de homem facilmente.
 
A samaritana já esta estava no sexto marido, que era de outra. Cristo lhe falou da Fonte que podia matar a sede que ela buscava nos homens.
 
Cristo dedicou tempo para ensinar Maria de Betania, numa época que era proibida a entrada de mulheres na escola. E que aula...
 
Cristo deu SÓ o coração para a prostituta e aceitou o choro sofrido dela. Ela viu o amor sem interesse dele, e saiu dali para uma nova vida.
 
Cristo tirou da morte uma menina de 12 anos, para que crescesse e se tornasse mulher, numa cultura onde a mulher era vista como quase nada.
 
Cristo aceitou o trabalho "feminino" sem preconceito. Ele andou contra a cultura quando permitiu a ajuda das mulheres na Sua vida!
 
Cristo se revelou ressurreto em primeiro para uma mulher, Maria de Magdala. (Morro de inveja deste momento!) e olha que tinha celebridades, hein?"
 

veja também