Crônicas de Nárnia chega ao topo da bilheteria mundial

Crônicas de Nárnia chega ao topo da bilheteria mundial

Atualizado: Terça-feira, 14 Dezembro de 2010 as 8:29

O terceiro filme da série "Nárnia" do escritor C.S. Lewis chegou ao topo da bilheteria do mundo no domingo (12), apesar de um começo lento na América do Norte.

"As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada" vendeu 105,5 milhões de dólares em ingressos mundialmente, segundo a distribuidora 20th Century Fox.

O público nos Estados Unidos e no Canadá contribuiu com apenas 24,5 milhões de dólares nos primeiros três dias. Especialistas haviam previsto entre 30 milhões e 40 milhões de dólares na estreia.

Neste filme os dois jovens irmãos, Edmundo (Skandar Keynes) e Lucy (Georgie Henley), viajam de volta para o Reino mágico junto com seu primo Eustáquio (Will Pouter). Liderados pelo rei Caspian (Ben Barnes), o grupo partiu em busca do Peregrino da Alvorada para combater as novas ameaças à Nárnia, enquanto lutam contra tentações como o orgulho, a cobiça e a inveja.

Dentre outras tantas lições, o filme aborda fé, coragem, transformação e “O Leão, a Feiticeira eo Guarda-Roupa", primeiro filme da série Nárnia, fez 65,5 milhões de dólares em sua estreia, em 2005. Três anos depois, "Príncipe Caspian" arrecadou 55 milhões de dólares durante sua primeira semana nos cinemas.

Ambas as adaptações cinematográficas anteriores foram produzidos pela Disney, que abandonou os planos de traduzir todos os sete livros da série para o cinema após resultados desanimadores de Príncipe Caspian.

A franquia espera que os números aumentem devido a comercialização do filme para o público cristão, através da possibilidade de interpretação de símbolos usada pelos pastores como um recurso para pregação e evangelização.

Apesar de um fim de semana de abertura menos estelar, o vice-presidente sênior da Fox, Chris Aronson, disse: "No planejamento interno, os nossos melhores dias ainda estão à nossa frente com as férias escolares e o período de Natal", segundo o The Hollywood Reporter.

 “Nárnia” é uma produção de alto investimento - 150 milhões – e precisa de fortes vendas mundiais para se tornar lucrativo.

veja também