Culto do Concílio Geral Metodista reúne igrejas de Brasília

Culto do Concílio Geral Metodista reúne igrejas de Brasília

Atualizado: Segunda-feira, 11 Julho de 2011 as 12:16

A tenda montada na Igreja Metodista da Asa Sul ficou cheia neste domingo, 10. O Culto do Concílio Geral reuniu conciliares de todo o Brasil e também membros das igrejas do distrito de Brasília. Foi uma celebração marcada pela alegria da visão e missão de Deus.

Expressões espontâneas de adoração marcaram a abertura do culto, que foi conduzido pelo Bispo Adonias Pereira do Lago, da 5ª Região. À luz da parábola do semeador, o período de confissão foi também de reflexão: o que há em teu coração? A partir desse questionamento, o povo metodista foi levado ao arrependimento e buscar renovar a aliança com Deus.

Líder do ministério de louvor da Igreja da Asa Sul em Brasília, Maria Cristina Coimbra expressou a emoção de receber metodistas de todas as regiões do país em sua igreja local.  “Estamos muito felizes, creio que este é um marco para nossa igreja e Região. É um novo começo”, declara.

A juvenil Kássia Lemos, de 16 anos, faz parte do grupo de dança que ministrou durante o período de louvor. Ela resumiu o sentimento de participar da programação em duas palavras: “Honra e privilégio”. Durante o culto, o pastor da igreja local, Misael Lemos, agradeceu a presença de todos os envolvidos no Concílio Geral e também os irmãos e irmãs das igrejas do distrito que estavam presentes na celebração.

Pregação – O convidado da noite, Bispo Raul Garcia, presidente do Colégio Episcopal do México, ministrou a palavra à luz de textos como Efésios 1.4 e Salmo 33.11. O Bispo mexicano ressaltou que é preciso ter a visão da missão de Deus e que, para isto, é preciso deixar interesses de lado. Neste processo, é necessário ainda abandonar visões pessoais.

“Diferente de muitas empresas e organizações humanas, a igreja não tem que inventar uma visão. A igreja não é nosso negócio, é projeto de Deus. Temos que buscar a visão de Deus e nela concentrar a nossa missão”, disse Raul Garcia.

Homenagem - No culto deste domingo também houve espaço para reconhecimento e homenagens. A Sociedade Bíblica do Brasil comemora este ano a marca de cem milhões de Bíblias, feito não alcançado por nenhum outro país. Aldo Fagundes, membro da Igreja Metodista da Asa Sul e ex-presidente da Sociedade Bíblica do Brasil, recebeu uma placa da SBB em alusão ao trabalho prestado.

“Aldo Fagundes não está na Sociedade Bíblica do Brasil apenas com seus dons e talentos; ele está lá representando também a Igreja Metodista do Brasil”, destacou Lourdes Pereira, da diretoria da Sociedade Bíblica do Brasil. Sob muitos aplausos da congregação, Aldo Fagundes recebeu a placa e foi homenageado.

A gestão de Aldo Fagundes na Sociedade Bíblica do Brasil foi determinante para a construção da Gráfica da Bíblica, em 1995. “Estou muito realizado com este momento e gostaria de dizer que em minha família, a Bíblia foi o diferencial. Isto fez a diferença em minha vida”, disse. Aldo Fagundes também recebeu das mãos do presidente do Colégio Episcopal, Bispo João Carlos Lopes, uma lembrança do 19º Concílio Geral da Igreja Metodista.

veja também