Culto 'Mulheres DT' comemora um ano com a participação de Ludmila Ferber

Culto 'Mulheres DT' comemora um ano

Atualizado: Sexta-feira, 1 Março de 2013 as 4:11

 

culto mulheres dtNesta semana aconteceu mais um culto 'Mulheres DT', na Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte-MG.
 
Na quarta-feira, 27 de fevereiro, o culto completou um ano de existência e foi motivo de grande celebração na igreja.
 
A pastora Ludmila Ferber subiu ao altar cantando o refrão “em tempo de guerra, nunca pare de clamar”, da música “Nunca Pare de Lutar”. Declaravam em alta voz mulheres de todas as idades  o refrão entoado pela cantora Ludmila Ferber.
 
Em um dos louvores, a cantora aproveitou a oportunidade para perguntar às adoradoras: “Você tem medo de ficar sozinha? Você tem medo desse deserto? O segredo é o seguinte, se Deus é por nós? Quem…”, antes que a cantora chegasse a conclusão da frase, elas aplaudiram com sorrisos e brados de louvor pela confiança de que Deus era com elas.
 
No momento da palavra, Ana Paula Valadão ministrou baseada na parábola das dez virgens, de Mateus 25.
 
“Você não pode ficar só orando quando está com problemas. É o crente do sobe e desce. Você precisa estar constantemente com o azeite na botija, porque não sabemos a hora em que Ele retornará”, disse ela.
 
Ao final, a pastora explicou que a candeia que as virgens prudentes seguravam foram apresentadas a Jesus e somente elas puderam ficar com o noivo. Ana Paula enfatizou a importância de estar a sós com o Pai e da comunhão com o Espírito Santo.
 
 
com informações da Lagoinha

veja também