A cura do cego de nascença

A cura do cego de nascença

Atualizado: Sexta-feira, 14 Dezembro de 2012 as 2:58

 

“Jesus fez lodo, untou-me os olhos e disse-me: Vai ao tanque de Siloé e lava-te. Então, fui, lavei-me e estou vendo.”Jo 9.11
 
Jesus caminhando, viu um homem cego de nascença. Nascera num berço de trevas e durante toda a sua vida estava cercado de escuridão. Era visto pelos homens ou passaria despercebido.
 
Os discípulos de Jesus especularam sobre as causas de sua cegueira, perguntando a Jesus quem havia pecado, ele ou seus pais. Jesus esvazia a curiosidade dos discípulos, afirmando: “Nem ele pecou nem seus pais; mas foi para que se manifestem nele as obras de Deus”. Jesus curou esse cego de forma estranha.
 
Cuspiu na terra, e fez lodo com a saliva, aplicou-o aos olhos do cego e ordenou-lhe: “Vai e lava-te no tanque de Siloé. O homem foi, lavou e voltou vendo”. Jesus ainda hoje abre os olhos aos cegos. Ele é a luz que, vinda ao mundo, ilumina todo homem. Seus milagres apontam para a obra da redenção e ainda são pedagógicos.
 
Jesus acabara de afirmar: “Eu sou a luz do mundo” (Jo 8.12). Agora, ele arranca um homem das trevas. Assim como há trevas físicas, também há escuridão moral e espiritual. Mas, Jesus Cristo agora mesmo pode abrir os olhos da sua alma e inundar seu coração de luz.
 
 
por Hernandes Dias Lopes
 

veja também