Davi oferece seus homens em troca de proteção de Aquis em Rei Davi

Veja as emoções do novo capítulo de Rei Davi

Atualizado: Quarta-feira, 29 Fevereiro de 2012 as 9:40

Davi oferece seus homens em troca de proteção de Aquis. Temendo ser enganado novamente, o rei filisteu pede que Davi e seus homens abaixem suas armas. Assim Davi o faz. Jonatas chora a morte da esposa e culpa seu filho. Aquis ordena a prisão de Davi, mas ele consegue convencê-lo que é melhor tê-lo como guerreiro. Aquis reluta, mas aceita e deixa que Davi e seus homens fiquem em Ziclague. Saul volta atrás. Questiona por que seus homens não trouxeram a cabeça de Davi e ordena que o capturem, custe o que custar.


Ainoã interrompe para anunciar o nascimento de Mefibosete e a morte de Selima. Saul fica pesaroso, mas se recusa a falar com Jonatas. O soldado chega ao cortejo de Selima, sujo e aos trapos, chorando desolado. Ainoã conforta o filho. Itai recebe Davi e seus homens, que temem represária do povo de Ziclague. Davi agradece a Deus pelo abrigo e Itai fica curioso com a relação dele e sua fé. Tirsa vai pegar mais cobertas para aquecer o bebê e Jonatas a expulsa da tenda, porque não quer ver o filho. Tirsa sai com Mefibosete. Jonatas fica amargurado, consumido de dor e revolta. Merabe e Mical se encantam com a criança e Ainoã o leva para conhecer Saul, que também fica encantado.


O rei pergunta quando Rispa lhe dará herdeiros e Ainoã aproveita para contar que será difícil saber qual seria o pai, uma vez que ela o trai com Abner. Para o alívio de Rispa, Saul não acredita. Ainoã sai furiosa. Allat prepara poções para curar Doegue, que se revolta e diz que não tem mais esperanças. Pede que ela lhe dê um veneno. Ela nega e Doegue tenta cravar um punhal no próprio peito. Allat consegue evitar. Abner dá as ordens de Saul a seus homens. Davi conta a Itai que venceu Golias graças a Deus. O ferreiro fica impressionado com sua fé. Sem perceber, Bate-Seba fala com muita admiração sobre Davi e sua mãe a repreende. Ainoã manda Ziba fazer com que Saul veja Rispa e Abner juntos.


Paltiel encontra Allat por acaso. O soldado diz que poderia matá-la, mas não irá. Paltiel quer que ela lhe faça um favor. Abner diz para Eliã que deixou o exército de Saul. Adriel estranha, mas disfarça. Urias diz sem querer que Davi está em Ziclague. Eliã olha sério e ele entende que falou demais. O general dá a noticia para Saul. Rispa chega trazendo vinho e se assusta ao ver Abner. O rei aproveita para agarrar sua concubina e conta o que Ainoã disse para testá-lo. Abner engole seco e desmente. Allat dá um perfume para Paltiel e promete que a mulher amada ficará aos seus pés. Davi e Joabe, que estão acostumados com armas obtidas dos despojos de guerra, ficam impressionados com as espadas produzidas por Itai. Um grupo mal encarado olha para Davi. Ele diz a Joabe que eles têm de conquistar a confiança do povo filisteu.


Ziba se oferece para ajudar Abner a conquistar sua irmã. Mical usa o perfume e delira achando que Paltiel é Davi. Ela começa a acariciá-lo e quando ele percebe a confusão, grita inconformado. Mical desperta, assustada. Ziba convence Rispa de que Abner está disposto a deixar o exército para ficar com ela. Ela confirma um encontro com o comandante. Assim que sai, Ainoã chega e presenteia Ziba com objetos valiosos. Mefibosete chora e Jonatas fica sem saber o que fazer. Ele decide chamar Tirsa. Ainoã diz a Saul que Davi está no acampamento. Davi dorme e sonha com um homem encapuzado entrando em sua tenda para matá-lo. Ele faz barulho e Davi acorda. Eles lutam e o homem crava sua faca no peito de Davi, que agoniza e morre.

veja também