Depois de aprovação de lei, Igreja deve decidir se autoriza ou não casamento homossexual

Depois de aprovação de lei, Igreja deve decidir se autoriza ou não casamento homossexual

Atualizado: Terça-feira, 15 Junho de 2010 as 11:16

A lei do "matrimônio neutral" vai significar o fim da normativa sobre as uniões de fato, que estava em vigor na Islândia desde 1996.

A Igreja Luterana islandesa deverá agora determinar se autoriza ou não as uniões entre homossexuais nos seus templos, como estabelece a nova lei, aprovada na última sexta feira, 10, e que entrará em vigor a partir de 27 deste mês.

A atual primeira ministra, a social democrata Jóhanna Sigurdardóttir, assumiu, em fevereiro de 2009, ser a primeira chefe de governo do mundo com tendência lésbica.

  Com a adoção desta nova lei, a Islândia passa a ser o nono país a permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo, depois da Holanda, Espanha, Bélgica, Canadá, América do Sul, Noruega, Suécia e Portugal.

veja também