Desperta pelo Brasil motiva batistas sergipanos

Desperta pelo Brasil motiva batistas sergipanos

Atualizado: Quarta-feira, 6 Outubro de 2010 as 10:03

Quem teve o prazer de participar do congresso Desperta pelo Brasil, realizado no último final de semana, 1 e 2 de outubro, não saiu de lá da mesma forma que entrou. Tudo o que aconteceu na Primeira Igreja Batista de Aracaju (PIBA) surpreendeu as expectativas e mostrou como o Senhor Deus deseja ampliar a visão missionária dos batistas sergipanos.

A programação contou com relatos de missionários da Junta de Missões Nacionais sobre as experiências vividas em campo, louvores de despertamento espiritual, mensagens inspiradoras e de edificação trazidas pelo orador oficial, o diretor executivo da Junta de Missões Mundiais, Pastor João Marcos, e consagração de vidas. Ao todo, 300 pessoas se inscreveram no congresso, além das 25 crianças que, em paralelo às programação, participaram do congresso infantil de missões.

As noites de sexta e sábado também foram marcadas pela palavra da Missionária Vanessa, uma das responsáveis pelo trabalho batista em Gararu e Itabi, que mostrou em um vídeo os frutos da evangelização em Gararu. "Há muito mais para dizer, coisas que alguns minutos ou um vídeo não mostram. Por isso, digo aos irmão que qualquer um pode visitar o nosso campo e ver com os próprios olhos as maravilhas que Deus tem operado", disse a missionária.

Além da irmã Vanessa, a missionária Aidete Brum, missionária no Lar Batista David Gomes, no oeste baiano, trouxe experiências vividas com as crianças atendidas pelo lar e que têm experimentado a oportunidade de ouvir de Jesus todos os dias. "Só peço aos irmãos que orem e contribuam para que esta obra não pare. Há milhares de crianças pelo Brasil que ainda não ouviram a mensagem da salvação, e elas não podem se perder sem conhecer a Cristo", destacou a missionária ao convidar os congressistas a adotarem uma criança com uma oferta mensal enviada pelo PAM Brasil.

Sem dúvida, o Desperta pelo Brasil rendeu bons frutos aos batistas de Sergipe. Resta, agora, cultivar e cuidar da semente plantada nesses dias. O que Deus deseja é ver crentes disponíveis ao Seu agir. Sem medo, vergonha ou acomodação, o Senhor quer ver servos atentos à voz do Mestre e aptos a sair da sua zona de conforto e encarar os campos que estão brancos para a ceifa.  

veja também