Desviados por causa de escândalos?

Desviados por causa de escândalos?

Atualizado: Quarta-feira, 12 Junho de 2013 as 6:51

assustadoAté quando deixaremos que a nossa fé seja abalada pelas falhas de líderes cristãos? Aprendamos a alicerçar nossa fé em Deus 
 
 “Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se tem feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora.” (1Jo 2.18) Quando o Senhor alertou a sua Igreja os tempos eram outros, mas as condutas, a moral e a ética não. Se compararmos com a Palavra os erros e pecados que eram cometidos, com os que estamos sujeitos hoje, não veremos diferença.
 
Estamos sujeitos a erros constantemente. Infelizmente, nós cristãos temos a mania de não aceitar que nossos líderes cometem falhas. Olhamos para eles como se fossem superiores a nós, nos espelhamos neles para vivermos em santidade, e firmamos nossa fé neles. Mas por que não ser assim? Não são eles pessoas levantadas por Deus para nos ensinar a andar no caminho do Senhor?
 
De fato nossos líderes são pessoas levantadas por Deus, e eles têm como dever, perante o Senhor, obrigações e responsabilidades. “Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia” (1 Timóteo 3.2-4). A responsabilidade de um líder é muito grande, pois muito lhe foi dado e consequentemente muito será cobrado (Lucas 12.48).
 
Mas essa cobrança não deve vir de nós. Justamente porque estamos sujeitos a cometer tais erros e falhar da mesma forma ou até pior. De fato nos decepcionamos com líderes que cometem adultério, por exemplo. O problema é que essa decepção tem se tornado motivo para muitos cristãos desviarem-se da Palavra.
 
Nossos líderes são canais de Deus para nos orientar e não para serem o nosso alvo de vida. Torná-los o centro de nossas ações é o mesmo que levantá-los como deuses, é idolatria. É construir a nossa fé sobre a areia, quando vem a tempestade ela é afogada pelo mal tempo.
 
Talvez você esteja assim, com a fé “afogada” pelos escândalos em que líderes cristãos se envolveram. E tudo o que você cria e vivia parece não ter mais sentido, porque de repente não fez mais nenhum sentido na vida do seu líder. Ou talvez você tenha um parente ou amigo que se desviou, e tem feito parte dos 40 milhões de desviados que as estimativas revelam ter no Brasil.
 
A mensagem que o Espírito Santo de Deus quer que você entenda é a mesma que Ele deixou para você na Bíblia há milhares de anos e não mudou, porque Ele é imutável: “Nada temas das coisas que hás de padecer. (…) Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida” (Apocalipse 2.10). Se você continuar andando por vista vai continuar tentando alicerçar sua casa, que é a sua fé, na areia. Mas se você parar para conhecer a Deus você verá que a sua fé será edificada sobre a Rocha que é Jesus (2Sm 22.47).
 
Mas como posso viver assim se não consigo perdoar meu líder? A resposta também está na Bíblia e Jesus foi claro a respeito do perdão quando disse para perdoarmos 70 x 7 (Mateus 18.22). E se estiver impossível liberar esse líder lembre-se do que o Pai fala especialmente para você: “Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes” (Jeremias 33.3).
 
 
- Stephanie Zanandrais

veja também