Detento se converte após ouvir a voz de Deus na prisão: "Ele disse que eu era seu filho"

Richard Horne foi preso aos 17 anos, mas após ser tocado por Deus se tornou marido e pai de sete filhos.

fonte: Guiame, com informações da CBN News

Atualizado: Quinta-feira, 19 Julho de 2018 as 2:42

Richard Horne foi condenado por 11 acusações de assalto à mão armada. (Foto: Reprodução)
Richard Horne foi condenado por 11 acusações de assalto à mão armada. (Foto: Reprodução)

Aos 12 anos, Richard Horne resolveu morar sozinho nas ruas Detroit, em Michigan, nos Estados Unidos. Ele teve uma infância de abuso e rejeição, seu pai era alcoólatra e sua mãe indiferente. Em entrevista a CBN News, ele afirma que não sabia o que era o amor e sequer ouvia um “eu te amo” de sua família.

Depois que seus pais se divorciaram, Richard escolheu as ruas em vez de ficar com o pai. Ele passou sua adolescência morando em lares abandonados ou preso na detenção juvenil. "Eu estava sempre roubando alguém, roubando bolsas, roubando carros, arrombando casas, roubando de mercearias, roubando roupas de grandes lojas", disse.

“Eu não via um futuro. Apenas sobrevivia. Com uma arma na mão, eu sentia que tinha voz. Eu poderia puxar o gatilho e mandar você fazer o que eu queria”. Aos 17 anos, Richard foi preso e condenado por 11 acusações de assalto à mão armada. Desta vez, ele foi julgado como adulto e recebeu cinco anos em uma penitenciária estadual.

“Eu tinha de lidar com estupradores, pedófilos e assassinos. Cheguei a um ponto em que, para que eu sobrevivesse de novo, tinha de lutar”, disse Richard. Mas essa luta fez com que Richard fosse para o confinamento solitário.

“Você tem muito tempo para pensar, sentar e pensar sobre os próximos passos. O que você pode fazer para melhorar a si mesmo ou a sua situação”. Quando os dias se transformaram em semanas, Richard começou a perder sua luta.

“Acho que cheguei a um ponto em que estava cansado de ser frustrado e estava cansado de ser preso. Eu estava cansado de me sentir como um animal ”, disse. "Chegou a um ponto em que se tornou cansativo sobreviver. eu queria ter mais da vida".

Mudança de vida

Foi então que um dos internos que trabalhava na solitária começou a conversar com Richard. “Ele vinha constantemente falar comigo sobre Cristo. Ele orava em mim e se oferecia para estudar a Bíblia comigo”.

Richard aceitou os convites para ir aos cultos da igreja, ao menos para escapar do confinamento solitário. Mas algo estava acontecendo. "Eu estava sendo liderado por uma força positiva, mas estava acostumado a sempre ser liderado por algo negativo", disse.

“Eu acho que senti amor. E isso só cresceu em mim. Eu não posso realmente explicar, foi uma transformação na minha mente e no meu coração”. Encorajado, Richard também começou a orar e ler a Bíblia, esperando que Deus tivesse um propósito para ele.

Uma noite, em março de 1989, ele percebeu que precisava pedir a Deus para ajudá-lo a mudar sua vida. “Eu só queria uma mudança. Eu estava cansado da mesma vida monótona, derrotista e sem propósito ”, disse Richard.

“E quando eu fui à minha cela naquela noite eu orei e ouvi Deus me dizer que eu era seu filho. Foi uma voz audível que ouvi, mas senti isso dentro de mim e soube que pela primeira vez na vida senti como se alguém realmente se importasse comigo”, confessou.

No dia seguinte, Richard foi ao culto da igreja. "Eles fizeram o apelo da salvação e eu me levantei e subi lá. Entreguei minha vida a Cristo. A palavra de Deus diz que Ele nos dará uma paz que transcende todo o entendimento. Eu vivenciei a paz pela primeira vez na vida e queria mais”, relatou.

“Uma vez que entreguei minha vida a Cristo, certamente fui desafiado a tomar decisões melhores, passar tempo com Deus lendo sua Palavra, encontrando maneiras de amar as pessoas e não feri-las”.

Libertado

Richard cumpriu cinco anos de prisão e foi libertado em outubro de 1991, aos 23 anos. Em alguns meses, ele havia começado seu próprio negócio e conheceu sua esposa. “Eu sabia que queria fazer melhor e sabia que queria ter uma família”, disse.

“Eu tinha orado a Deus: "Se o Senhor me der uma esposa e filhos, eu sempre os amarei e nunca os deixarei". Desde então eles tiveram sete filhos, o mais novo ainda está em casa. Cada dia, Richard lembra de como a fé em Cristo lhe deu propósito e esperança para uma nova vida.

“Quando eu encontrei Cristo, desde o primeiro dia Ele nunca me deixou. Ele sempre esteve comigo. Eu sempre tive alguém para conversar. Tenho orientação positiva, direcionada na direção certa”, finalizou.

Confira a reportagem da CBN News (em inglês):

veja também