"Deus tem um povo separado na Itália" diz pastor

"Deus tem um povo separado na Itália" diz pastor

Atualizado: Terça-feira, 7 Dezembro de 2010 as 9:04

Pela primeira vez os batistas italianos realizaram um congresso missionário. O “Proclamai Itália” foi realizado nas dependências da Igreja Evangélica Batista de Trastevere, em Roma e teve o apoio dos missionários brasileiros, enviados por Missões Mundiais.

O objetivo principal do evento, que teve como tema Io Ho Un Grande Popolo In Questa Città (Eu tenho um grande povo nesta cidade), era dizer aos participantes que o momento de sair para evangelizar é agora, e que Deus tem um povo separado na Itália, mas que precisa ser resgatado. O mensageiro do congresso foi o Pr. João Marcos Barreto Soares, Diretor Executivo da JMM.

O Pr. Lauro Mandira, Gerente de Missões da JMM, coordenou o congresso, que teve ainda as participações dos pastores Tomé Fernandes (missionário da JMM) e Raffaele Volpe (Presidente da União das Igrejas Evangélicas Batistas da Itália – UCEBI, em italiano), de Anna Maffei (ex-Presidente da UCEBI) e de irmãos das igrejas em Casorate Primo, Milão, Cesena, Brescia e Treviso, dirigidas por missionários brasileiros de Missões Mundiais.

O Pr. Tomé Fernandes trouxe uma mensagem desafiadora aos presentes, alertando sobre a necessidade urgente de levar a todos os povos a mensagem salvadora de Jesus Cristo. Durante a tarde três oficinas (música, oração e testemunhos dos missionários) movimentaram o congresso e aproximaram os participantes das informações dos campos missionários. À noite, o Pr. João Marcos abordou os desafios missionários da JMM, as metas de avanço e a necessidade de despertamento dos crentes, onde quer que esteja, para a obra missionária. Vários irmãos, após o apelo, se colocaram na presença de Deus dedicando as suas vidas.

Para o Pr. Fernando Pasi, missionário da JMM em Milão, o congresso conseguiu despertar muitas pessoas para um compromisso maior com a evangelização. “Foi um dia maravilhoso! Creio que, realmente, houve um despertar entre os italianos e esperamos no Senhor que outros congressos como esse aconteçam”, disse.

veja também