“Deus usou a imprensa para tirar o povo da escuridão”, diz pastor sobre Reforma Protestante

O YouTube está fazendo hoje o que a imprensa fez no tempo de Lutero, conforme aponta Paulo Junior.

Fonte: Guiame, Cris BeloniAtualizado: sexta-feira, 29 de outubro de 2021 12:50
Pastor Paulo Junior, líder do movimento Em Defesa do Evangelho. (Foto: Captura de tela/YouTube)
Pastor Paulo Junior, líder do movimento Em Defesa do Evangelho. (Foto: Captura de tela/YouTube)

Um vídeo postado pelo pastor Paulo Junior, da Igreja Aliança do Calvário, chama a atenção para a importância da imprensa para abrir os olhos das pessoas em relação à vida com Deus

O conteúdo foi exposto pela primeira vez em 2018 e ainda serve de referência para associar o movimento de Martinho Lutero aos movimentos atuais de cristãos nos dias de hoje. 

“Há cinco séculos houve um evento que marcou a história da humanidade — a Reforma Protestante. O movimento extraordinário também é chamado de ‘período das luzes’, após a Igreja ter passado por séculos de escuridão doutrinária, teológica e soteriológica”, iniciou.

Mas, o pastor observa que as ideias de Lutero só se propagaram por toda Europa por conta da imprensa. “As ideias escritas de Lutero foram impressas e publicadas por toda parte e as pessoas puderam ter acesso à verdade”, enfatizou.

“O Youtube faz hoje o que a imprensa fez nos tempos de Lutero”

“Deus usou a imprensa para tirar o povo da escuridão, cumprindo então o versículo ‘conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará’. Depois de séculos, parece que passamos de novo por um período de ignorância bíblica e doutrinária”, observou.

O pastor destaca que “Deus, mais uma vez, faz uso da tecnologia para que a verdade chegue a todos nós. O Youtube está fazendo hoje o que a imprensa fez na época de Lutero”, observou.

“Veja que maravilha poder acompanhar cultos ao vivo, exposições de livros e cartas da Bíblia sendo publicados no YouTube. A Igreja tem vivido um tempo dourado, é um novo tempo de luzes onde a informação, a verdade e a sã doutrina estão disponíveis em todas as partes do mundo”, destacou.

Assista:

“Perderemos nosso direito de liberdade’

“Pela misericórdia de Deus a mídia nos tem dado uma liberdade que nunca tivemos antes. Contudo, eu quero fazer um alerta — teremos o nosso direito de liberdade cerceado pelos grandes veículos de comunicação”, avisou. 

Ele citou que isso já acontece com algumas páginas do Facebook, alguns conteúdos no Youtube e em outras mídias sociais. 

“O que fere e contraria os princípios ideológicos ‘deste sistema’ não serão permitidos e não poderão ser publicados ou serão retirados do ar. No tocante ao conteúdo cristão, creio que será uma ameaça ainda maior para esse sistema”, ressaltou.

‘Vamos aproveitar a liberdade que temos agora’

Paulo Junior acredita que muitos canais que são proeminentes hoje, serão cancelados e não haverá mais possibilidade de propagar mensagens bíblicas. 

“Vamos aproveitar para divulgar tudo o que temos agora, enquanto temos essa liberdade, principalmente para aqueles que nunca ouviram a Palavra e ainda estão mergulhados nas seitas e sob o domínio dos falsos profetas”, aconselhou.

“Faça isso enquanto nós temos tempo. Baixem os conteúdos em computadores porque o dia que isso tudo for retirado, não teremos mais acesso aos materiais de pregações online. Faça um arquivo para depois ter material para compartilhar em cultos familiares”, deixou a dica. 

O pastor acredita que esse dia está próximo de acontecer. Vamos fazer isso enquanto temos liberdade. Que Deus nos ajude e nos conserve acreditando, ainda que essas portas se fechem, outras serão abertas porque a palavra de Deus não está presa”, concluiu.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições