Diante do trono da Graça - Erasmo Miranda

Diante do trono da Graça - Erasmo Miranda

Atualizado: Quarta-feira, 15 Abril de 2009 as 12

"Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos dá hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; e não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém" (Mateus 6:9-13).

Leia: (Lucas 18 e 1ª Timóteo 2).

Existem orações que não agradam ao Pai e que, portanto, não serão ouvidas por Ele. Não nos enganemos pensando que esta rejeição se deve ao fato da oposição que elas encontram nas regiões celestias, ocasionada pela nossa falta de perseverança, atrapalhando o cumprimento das mesmas. Não, não é por nada disto, mas sim, porque elas não sobem mesmo, e nunca chegarão ao trono da graça; por estarem em desacordo com a vontade do Pai.

Para que não fique nenhuma dúvida em nossos corações, quanto ao fato do Pai não ouvir algumas orações, fato que é afirmado pelo próprio Mestre, pois Ele disse:

"E, quando orares, não sejas como os hipócritas", visto que, quem age desta forma, não será ouvido, porque o Pai conhece o que vai no nosso interior. "Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto".

Será que Jesus está ensinando que o Pai só escuta as orações que são feitas em secreto? Alguns se enveredam por este caminho. Porém, entendo que Jesus neste ensino estava se contrapondo aqueles que agiam com hipocrísia, orando de forma pública, com o único objetivo de alcançarem proeminência entre o povo, contentando-se em receberem reconhecimento humano, conforme o exemplo do fariseu e do publicano (Lucas 18:10-14). Jesus, desta forma, estava exortando-os a preocuparem-se com AQUELE que tudo vê e que tudo conhece e que tem prazer em abençoar aqueles que O buscam de coração, como O fez com o Publicano.

Portanto, nossa primeira preocupação, deverá ser, em agradar ao nosso Pai Eterno. Disse mais Jesus: "E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios"; isto não quer dizer que não devemos ser perseverantes em nossas orações, mas sim, que elas não podem girar somente em torno de nós mesmos, das nossas necessidades, porque o Pai também tem objetivos por meio delas, e devemos estar atentos a eles, com a mesma intensidade que estamos atentos aos nossos objetivos.

Temos recebido o ensino, com base no Livro de Apocalipse, que as nossas orações são depositadas em salvas de ouro nos céus e que lá saberemos porque algumas delas não foram respondidas: "E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos". "E veio outro anjo, e pôs-se junto ao altar, tendo um incensário de ouro; e foi-lhe dado muito incenso, para o pôr com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro, que está diante do trono " (Apocalipse 5:8 e 8:3). Solicito autorização a Deus para colocar aqui uma posição pessoal quanto a este ensino, visto que, não concordo plenamente com ele, pois para mim, oração que sobe é oração atentida. Talvez não como pedimos, mas com certeza, muito melhor: "Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, a esse glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre. Amém" (Efésios 3:20-21). Até mesmo ficamos em dúvida quanto a resposta; porém, com o passar do tempo, devido a nossa perseverança, percebemos que o Pai fez muito melhor do que haviamos pedido.

Sendo assim, creio que as orações que são feitas sem a devida observância das exortações do nosso Mestre Jesus Cristo, sem base nos Seus ensinos, correm o rísco de não subirem aos céus, quanto mais chegar "diante do trono".

Portanto, vós orareis assim: "Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões e ações de graças, por todos os homens; pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade" (1ª Timóteo 2:1-4).

Pense: "Quero, pois, que os homens orem em todo o lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda" (1ª Timóteo 2:8).

Ore: SENHOR, que eu seja transportado para o centro da Tua vontade, deixando Jesus reinar em meu coração, para que desta forma eu possa cumprir com o Teu propósito para minha vida neste mundo, que é: ser abençoado, abençoando a todos ao meu redor. No poder do Espírito Santo; para a Glória de Deus Pai; em nome de Jesus; amém.

Erasmo Miranda de Araújo é presbítero e trabalha nos ministérios de Ação Social e Ensino.

Contato:

http://www.portalestilo.com.br/madruga   

[email protected]

veja também