Digno de ser chamado cristão

Digno de ser chamado cristão

Atualizado: Sexta-feira, 27 Setembro de 2013 as 9:18

cristão - adoraçãoLeitura Bíblica: Efésios 4.1-3
Todos saberão que vocês são meus discípulos se vocês se amarem uns aos outros (Jo 13.35).
 
O homem tem evoluído em muitas áreas – na tecnologia, na medicina, nas artes – mas na área relacional parece ter havido uma involução. A internet e o telefone celular, por exemplo, que deveriam aproximar as pessoas, criaram um modo de relacionamento baseado em conversas rápidas e impessoais. Alguns podem ter mil amigos em suas redes sociais, mas não sabem se relacionar com os pais, com os avós e com as pessoas que não utilizam os meios virtuais, com as quais precisam se comunicar face a face. Outro dia recebi uma mensagem que citava “algumas maneiras de saber que você está ficando louco...” e uma delas era “mandar um e-mail para o seu colega de trabalho da mesa ao lado”! Ri, mas acontece, pois para muitos o relacionamento direto aparentemente perdeu sua graça.
 
Dirigindo-se à igreja de Éfeso, Paulo suplica aos cristãos que vivam de modo digno deste nome. E como fariam isto? Ele aponta para os relacionamentos, destacando a necessidade de humildade, mansidão, paciência, amor que suporta o outro (ou seja, que dá ou é um apoio nas fraquezas do próximo) e o esforço para manter a unidade.
 
Às vezes, pensar o texto de forma inversa ajuda a entender melhor o seu significado. Assim, estou agindo de modo indigno do nome de cristão se sou orgulhoso, falta domínio próprio, permito a ira e a explosão quando minhas expectativas são frustradas, ajo impulsivamente, sem paciência ou amor e quero que a minha opinião prevaleça, mesmo que isto cause divisão em meu grupo.
 
Paulo “coloca o dedo na ferida” e mostra que o verdadeiro relacionamento entre os discípulos de Cristo deve ser baseado no amor. Assim, os outros também reconhecerão que você segue a Jesus (veja o versículo em destaque). Pense por um instante: a quem você pode demonstrar o amor de Cristo no dia de hoje? – CTK
 
Ser digno do nome cristão inclui demonstrar amor e possuir relacionamentos verdadeiros.
 

veja também