Dilma Rousseff e a polêmica sobre o aborto

Dilma Rousseff e a polêmica sobre o aborto

Atualizado: Quinta-feira, 7 Outubro de 2010 as 2:57

Considerado um dos maiores motivos pelo qual a candidata do PT, Dilma Rousseff, perdeu uma boa parcela de votos do meio cristão no primeiro turno das eleições, o aborto foi um dos temas que mais gerou discussão e polêmica durante sua campanha.

A poucos dias da votação em um encontro que reuniu lideres de diversas denominações cristãs Dilma nega que tenha defendido o aborto e em seu discurso diz ser “a favor da vida”. "Eu, pessoalmente, sou contra o aborto e considero a questão como de saúde pública." Disse a candidata.

A polêmica sobre o assunto ganhou força quando começaram a circular pela internet vídeos e entrevistas em que Dilma defende abertamente o aborto – posição que ela mudou pouco antes de se tornar candidata. “Acho que tem de haver descriminalização do aborto”, disse em 2007, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo. “No Brasil, é um absurdo que não haja.”

Em 2009, Dilma voltou a falar sobre o tema, à revista Marie Claire: “Abortar não é fácil para mulher alguma. Duvido que alguém se sinta confortável em fazer um aborto. Agora, isso não pode ser justificativa para que não haja a legalização”. Em uma Carta Aberta ao Povo de Deus, divulgada no primeiro turno, Dilma diz que cabe ao Congresso Nacional discutir "aborto, formação familiar, uniões estáveis e outros temas relevantes", sem detalhar a posição pessoal em relação aos assuntos.

Em maio de 2010, após participar de uma missa a candidato compara o aborto com a extração de um dente: “Não é uma questão se eu sou contra ou a favor, é o que eu acho que tem que ser feito. Não acredito que mulher alguma queira abortar. Não acho que ninguém quer arrancar um dente, e ninguém tampouco quer tirar a vida de dentro de si”.

Visando recuperar o eleitorado cristão no segundo turno das eleições - mesmo em meio a tanta polêmica e contradição - a candidata a presidência da República já definiu a estratégia que usará para se defender e vai adotar um discurso de valorização a vida, usando a televisão como um antídoto contra as duras críticas que vem recebendo.

Assista ao vídeo com algumas declarações da candidata:

Por Pollyanna Mattos

Com informações da revista Veja, O Estado de São Paulo.

veja também