Dois cristãos foram libertos em Shaanxi, na China

Dois cristãos foram libertos em Shaanxi, na China

Atualizado: Quarta-feira, 6 Abril de 2011 as 12:36

Dois cristãos, que haviam sido levados sob custódia quando a polícia invadiu o culto de domingo da igreja não registrada que frequentavam, foram soltos após passar mais de duas semanas na detenção.

Weng Zemei e Zhang Yongkuan foram soltos no dia 29 de março. Eles estavam entre 12 cristãos que foram detidos no dia 13 de março, quando o delegado de polícia local e dois outros oficiais invadiram a casa de Weng, no vilarejo de Ma’na, onde os cristãos estavam cultuando. Dez deles foram liberados na mesma noite. Todas as Bíblias e materiais cristãos foram confiscados.

Na província de Sichuan, a líder de uma igreja não registrada foi levada pela polícia e permanece em um centro de detenção. Liao Zhongxiu está presa sob suspeitas de utilizar um culto para questionar as leis e regras impostas pela nação.

Teoricamente, os cristãos chineses têm direito à liberdade religiosa, mas os cristãos não podem se reunir em templos não registrados e tampouco evangelizar publicamente. As igrejas não registradas recebem ataques esporádicos do governo. A perseguição ao cristianismo abrange desde multas e confisco de Bíblias até destruição de templos. Evangelistas são detidos, interrogados, aprisionados e torturados.

veja também