Dom de profecia

Dom de profecia

Atualizado: Terça-feira, 15 Setembro de 2009 as 12

O autor tem diante de si um verdadeiro trabalho de Hércules: tentar executar a difícil tarefa de conciliar opiniões divergentes em torno desse tema tão importante quanto controvertido. De um lado, os cristãos cessacionistas crêem que esse dom teve fim com a conclusão do Novo Testamento. Para eles, qualquer tentativa de usar esse dom seria encarada como uma forma de adicionar algo às Escrituras. Do outro lado, estão os cristãos pentecostais e os "renovados" (ou carismáticos) que acreditam na atualidade de todos os dons espirituais. Para esse grupo, o dom de profecia é visto como uma palavra do Senhor que fornece orientação quanto a detalhes específicos da vida de alguém, promovendo edificação pessoal e trazendo aos cultos a consciência da presença intensa de Deus na vida da igreja.

Grudem apresenta ainda uma terceira via que preserva o que é realmente essencial em ambas as posições e que é, ao mesmo tempo, fiel ao Novo Testamento. Ele também aponta o caminho para um renovado entendimento desse dom, sugerindo como o corpo de Cristo pode desfrutá-lo sem comprometer a supremacia das Escrituras. Caberá ao leitor chegar a uma conclusão acerca do assunto. O desafio está lançado.

Mãos à obra!

Autor: Wayne Grudem

veja também