E-book: Uma vida de alegria

E-book: Uma vida de alegria

Atualizado: Sexta-feira, 29 Abril de 2011 as 9:48

Não é fácil encontrarmos saída para os problemas do dia a dia. Na correria desenfreada que nos encontramos todos os dias, nem percebemos que a alegria está, bem aos poucos, acabando. E para falar sobre a alegria que se acaba, abordaremos o texto bíblico de João 2.1-11.

Falaremos do vinho não como incentivo ao uso da bebida alcoólica, nada disso, mas do significado que ele possui. A água que se transformou em vinho. Este fora o primeiro 6 milagre realizado por Jesus Cristo, que inaugurou o seu ministério. Foi numa festa de casamento. E casamento é um início de vida. Jesus fora convidado para o casamento. Até então havia alegria, júbilo, contentamento, satisfação plena. Mas o vinho acabou.

O clima, outrora de festa, parece ter se tornado fúnebre. O vinho, expressão máxima do contentamento (não pelos seus efeitos, mas pelo que representa) terminara. Mal a festa havia começado. Não que o vinho fosse o motivo da festa, mas era a sua coroação. E vinho é o marco e o símbolo máximos da plenitude da vida em Deus, da vida com Jesus. É triste quando percebemos que o “vinho” acabou, muitas vezes tarde demais. Quando a família já está toda despedaçada, quando a fome já está à porta, quando os cobradores estão ansiosos por receberem aquela dívida antiga. Mais terrível ainda é quando a morte chega repentina, dura, seca e arrebata um ente querido do nosso convívio.

O “vinho” não pode acabar. Sem ele não teremos a força necessária para enfrentar todas as desavenças que nos sobrevêm. Precisamos renovar, encher, deixar nossas talhas repletas para que a água seja transformada em um vinho de excelente qualidade em nós       Clique aqui para ler    

veja também