É preciso mais 'fé' para ser ateu do que para reconhecer que "no princípio criou Deus os céus e a terra"

Origem do Universo - A fé cristã é racional

Atualizado: Segunda-feira, 10 Dezembro de 2012 as 9:04

 

Os evolucionistas ostentam algumas teorias com o propósito de explicar a origem do universo. Dizem que o universo surgiu espontaneamente; ou é resultado de uma mega explosão; ou ainda é consequência de uma evolução de milhões e milhões de anos. 
 
Dizem os evolucionistas que o criacionismo não deve ser ensinado nas escolas, porque não está estribado em evidências, como se o evolucionismo não passasse, até hoje, de teorias. 
 
É preciso dizer que o criacionismo é científico (basta consultar a plêiade de cientistas renomados que defenderam e defendem o criacionismo). Pela fé entendemos que o universo foi criado por Deus, mas há evidências científicas de que o universo foi criado. 
 
O universo é formado de matéria e energia. Matéria e energia não surgem espontaneamente. O universo é governado por leis e leis não se criam nem matéria e energia as produzem. Logo, as leis foram criadas por alguém fora do universo. 
 
Aqueles que acusam a fé cristã de ser irracional estão rotundamente equivocados. A fé cristã é racional e supra-racional. A mente finita jamais esgota Aquele (Deus) que é infinito. Aquilo que podemos e devemos conhecer acerca de Deus, de seus planos e suas obras, foi-nos revelado. 
 
É preciso ter mais "fé" para ser um ateu do que aceitar, com a carrada de evidências, de que "no princípio criou Deus os céus e a terra". Aqueles que acusam o cristianismo bíblico de ser intolerante e enaltecem o ateísmo como o maior benfeitor da humanidade estão sem as sandálias da humildade e descalços da verdade!
 
 
por Hernandes Dias Lopes
 

veja também