Edir Macedo recebe filhas e genros em programa de rádio

Edir Macedo recebe filhas e genros em programa de rádio

Atualizado: Sexta-feira, 22 Julho de 2011 as 3:35

O programa da IURD TV, da manhã desta última quinta-feira (21), recebeu convidados especiais. Os casais bispo Renato Cardoso e Cristiane Cardoso; Bispo Júlio Freitas e Viviane Freitas. As filhas e os genros do bispo Macedo ensinaram a respeito de um assunto de grande relevância àqueles que querem viver uma fé sem sentimento: combater a emoção.

Bispo Júlio Freitas, que toma conta atualmente dos países da Europa, iniciou a participação destacando que Deus só entra em ação quando a pessoa faz a parte dela. “A parte dEle começa quando a nossa termina. Se Deus ainda não fez a dEle é porque a pessoa não fez o que estava ao alcance dela”, resumiu.

Já o bispo Renato Cardoso, que cuida dos EUA e dos países da língua inglesa, afirmou que Deus é um Deus de reação, atende às pessoas pelas atitudes que elas tomam. “A pessoa tem que deixar de ser guiada pelo coração e permitir que a cabeça tome as rédeas da vida dela”, ensinou.

Logo em seguida, o bispo Macedo falou que a Bíblia diz que o coração é desesperadamente corrupto e enganador, por conta disso, não se pode dar atenção a ele, e nem ao que se sente.

Cristiane Cardoso direcionou uma mensagem às mulheres, dizendo que muitas usam o sentimento e atrapalham Deus de agir na vida delas. Ela revelou o segredo para dar um basta em definitivo nas emoções. “Comigo aconteceu dessa forma, eu disse: ‘acabou’, e desde então, parei de ser uma pessoa emotiva”.

Viviane Freitas (foto ao lado) também relatou como venceu a emoção. “O meu segredo: paro, penso e depois odeio; chego à conclusão de que o que estou sentindo é o que me faz ficar fraca. E ainda declarou: “Quando pensamos, nos fazemos independente e racional”.

As irmãs revelaram uma das experiências que vivenciaram com o pai (bispo Macedo). Elas disseram que todas as vezes que o procuravam, debulhadas em lágrimas, era na mesma hora orientada a engolir o choro.

Cristiane se lembrou de um episódio quando o pai dela falou: ‘Pare de chorar’. “Eu pensava: ‘Ele nunca sente o que sinto’, foi aí que me dei conta de que, realmente, a emoção não estava me ajudando”, explica. Ela ainda ressalta que ficava inconformada por não conseguir comover o próprio pai, mas reconhece que foi essa fé racional que ajudou tanto ela quanto a irmã, Vivi, como é carinhosamente chamada pelo pai, a serem as mulheres de Deus que ajudam tantas outras pessoas por esse mundo afora.

veja também