Editora cristã defende integridade dos livros de teólogo ex-muçulmano

Editora cristã defende integridade dos livros de teólogo ex-muçulmano

Atualizado: Quinta-feira, 15 Julho de 2010 as 10:57

Uma editora cristã evangélica está defendendo a integridade dos livros escritos por Dr. Ergun Caner, semanas depois que o teólogo ex-Muçulmano foi rebaixado por sua Universidade por fazer afirmações auto-contraditórias.

"As publicações de Kregel concluíram que Kregel entitulado por Dr. Caner são válidos, factualmente, acurados e útil para amobs os Cristãos e buscadores que querem conhecer mais sobre a crença Islâmica e como essa crença se compara e contrasta com o Cristianismo bíblico," anunciou a editora em uma declaração.

"Nós aceitamos como sincera a declaração de Dr. Caner, postada no seu site, em fevereiro," adicionou, citando uma afirmação, na qual disse que ele "nunca, intencionalmente, mal conduziu a alguém" e pediu desculpas "pelas vezes onde eu falei mal, disse errado, palavras bagunçadas, ou fui somente diretamente confuso."

Kregel foi mais além em dizer o desfecho da investigação da Universidade Liberty, na verdade "vindica Caner, citando comentário feitos por Norman L. Geisler, professor distinguido de apologética no Seminário Evangélico Veritas (Veritas Evangelical Seminary), em Murrieta, Califórnia.

De acordo com a revista Christianity Today, Geisler disse que os membros do comitê de investigação "o (Caner) exoneraram em tudo, exceto algumas declarações incongruentes em nada que fosse crucial."

"Não houve acusações morais ou doutrinais estabelecidas; nenhuma culpabilidade foi provada," adicionou o professor de apologética.

Em 25 de junho, a Universidade Liberty tinha emitido um comunicado anunciando a conclusão "revisão exaustiva e completa de declarações púlicas de Dr. Ergun Cane" do comitê de quatro membros em resposta às acusações feitas na internet.

Enquanto o comitê disse que não foi encontrada nenhuma evidência para sugerir que Caner não foi um Muçulmano que converteu-se ao Cristianismo quando adolescente, disse que foram encontradas "discrepâncias relacionadas com questões de datas, nomes e lugares de residência."

O comitê "concluiu que Dr. Caner fez declarações factuais que são auto-contraditórias," declarou Liberty.

Como resultado, o período de Caner como decano do Seminário Teológico Batista de Liberty foi permitido até o fim de Junho e o ex-muçulmano de Turkey foi convidado a permanecer no corpo docente do seminário como somente professor.

à luz das questões sobre a veracidade da história de Caner, Kregel disse que a história - como apresentada no bestseller de 2002 de Caner, Unveling Islam - tem sido verificada por numerosas pessoas que conheciam Caner e seu irmão quando adolescente e durante suas vidas adultas.

"As Publicações de Kregel não encontraram evidências credíveis que contradizem a biografia como apresentada nos livros de Dr. Caner," adicionou a editora.

Kregel ainda notou como os documentos da corte relacionaram com o divórcio dos pais de Caner - postado no pró-Islâmico, sites anti-Caner - "confirmam, indiscutivelmente, que seu pai foi um Muçulmano devoto que fez seu melhor para garantir o treinamento de seus filhos na fé Muçulmana.

De acordo com a introdução que Caner escreveu para seu livro de 2003 More Than a Prophet, os irmãos de Caner "foram ambos crescidos para serem Muçulmanos fiéis dentro da cultura turca, mas nossa educação e entendimento religioso foram de Muçulmanos Sunitas devotos todo o lugar."

"Quaisquer deficiências que podemos ter tido em nosso entendimento têm sido compensado por vinte anos de estudo no Islã quando nós tivemos tentando entender a mente Muçulmana," adicionou Caner.

O atual título de Caner com Kregel inclui Christian Jihad, More Than a Prophet, Unveiling Islam, e Voices Behind the Veil. Os dois primeiros, Caner escreveu junto com seus irmãos, Emir Caner.

veja também