Egito rejeita a crítica dos EUA sobre liberdade religiosa

Egito rejeita a crítica dos EUA sobre liberdade religiosa

Atualizado: Quarta-feira, 24 Novembro de 2010 as 12:01

O Egito rejeitou neste sábado um relatório do Departamento de Estado dos EUA sobre a liberdade religiosa no país norte africano, dizendo que os EUA "não tem direito a fazer um julgamento sobre o assunto."

Segundo o porta voz do Ministério das Relações Exteriores, Hossam Zaki, o Egito se preocupa apenas com relatórios divulgados pela Organização das Nações Unidas, que revê as implementações da lei internacional dos direitos humanos em todo o país.

"Assim, o Egito confirma a sua rejeição, de que qualquer país pode se tornar um tutor no desempenho de Estados independentes e soberanos", disse Zaki.

O relatório anual International Religious Freedom, divulgado nesta quarta-feira, realizada comentários afiados sobre a liberdade religiosa no Egito.

"O status de respeito da liberdade religiosa por parte do governo manteve-se pobre, inalterada face ao ano anterior", o relatório. Ele disse que os cristãos e os membros da fé Baha"i cara "discriminação pessoal e coletiva, especialmente os funcionários públicos e sua capacidade de construir, reformar e reparar os lugares de culto".

Tradução: Carla Priscilla Silva

veja também