"Ele é basicamente um evangélico", afirma pai de Richarlyson

"Ele é basicamente um evangélico", afirma pai de Richarlyson

Atualizado: Quinta-feira, 11 Março de 2010 as 12

No title Um dos principais jogadores do São Paulo, o meio-campista Richarlyson se diz cansado da falta de respeito que julga ser vítima e de provocações pessoais. As declarações foram dadas à edição de março da revista "Rolling Stone".

"O brasileiro gosta de cuidar da vida dos outros", reclama o jogador na entrevista. Quando ele colocou aplique no cabelo, durante as férias, as críticas pipocaram por todos os lados.

"A maioria dos que falam sobre mim me denigrem, perturbam meu ambiente familiar. Minha família teme alguma represália grotesca. Minha mãe acha que um cara sem noção pode me agredir a qualquer momento", desabafa Richarlyson.

O ambiente do futebol também é alvo do jogador. "Eu sei que o meio onde vivo é machista. Alguns vão achar que eu estar aqui na 'Rolling Stone' será prova de minha atitude, outros não. Mas nem Jesus agradou a todos", afirmou.

A sexualidade de Richarlyson começou a ser alvo de polêmicas quando um jornal paulistano veiculou uma nota dizendo que certo jogador negociava com o programa "Fantástico", da TV Globo, uma reportagem para anunciar sua homossexualidade. Se aconteceu, a entrevista não foi ao ar.

Sobre a personalidade do jogador, o ex-jogador Lela, pai de Richarlyson, diz: "Ele sempre foi tranquilo, mas eu te digo que ele é basicamente um evangélico, sempre vive dizendo que seu futuro e sua vida pertecem a Deus".

veja também