"Ele está amedrontado", afirma Magno Malta sobre suspeito de pedofilia em Catanduva (SP)

"Ele está amedrontado", afirma Magno Malta sobre suspeito de pedofilia em Catanduva (SP)

Atualizado: Quarta-feira, 4 Março de 2009 as 12

Na última terça-feira, dia 3 de março, o senador Magno Malta (PL), que preside a CPI da Pedofilia, este com o borracheiro José Barra Nova de Melo, de 46 anos, suspeito de fazer parte de uma rede de pedofilia em Catanduva (SP). Malta declarou: "Ele está amendrontado". O senador conversou com ele no Centro de Detenção Provisória de São José do Rio Preto, cidade vizinha.

Segundo o portal G1, Malta afirmou que a situação do borracheiro é mais agravante porque ele tirou fotos das crianças que teria abusado, além de não ter condições financeiras para sua defesa. De acordo com o portal, o sobrinho do borracheiro, de 19 anos, também está preso. Além deles, mais dois adolescentes, de 16 e 17 anos.

O Ministério Público e a CPI da Pedofilia pediram à Justiça a quebra dos sigilos bancário, fiscal, e telefônico dos oito suspeitos de abuso sexual das crianças. Pelo menos 24 teriam sofrido violência sexual, mas, de acordo com os pais delas, só dez fizeram o reconhecimento de quatro dos oito suspeitos.

Segundo o senador, a CPI poderá oferecer o benefício da delação premiada ao borracheiro. "Em determinado momento ele poderá cooperar com a CPI em troca de benefícios judiciais", declarou Malta, lembrando que isso somente poderá ocorrer depois que o borracheiro for oficialmente convocado pela CPI.

veja também