Ele não desistiu, não desista também

Ele não desistiu, não desista também

Atualizado: Quinta-feira, 29 Setembro de 2011 as 9:42

"Mais tarde, sabendo então que tudo estava concluído, para que a Escritura se cumprisse, Jesus disse: ‘Tenho sede’. Estava ali uma vasilha cheia de vinagre. Então embeberam uma esponja nela, colocaram a esponja na ponta de um caniço de hissopo e a ergueram até os lábios de Jesus. Tendo-o provado, Jesus disse: ‘Está consumado!’ Com isso, curvou a cabeça e entregou o espírito." (Jo 19.28-30)

Você já começou alguma coisa que não tenha terminado? Aulas de Violão e Teclado, aparelhos de exercícios abandonados, curso de artesanato, tricô ou crochê, reforma em algum ambiente da casa, para não dizer dietas e regimes. Uma coisa é começar algo, outra bem diferente é concluí-lo. Não que devamos concluir tudo o que começamos. Existem certas coisas, certos projetos, que é melhor ficarem por concluir, ou ainda serem sabiamente abandonados. Mas, a corrida para a salvação deve ser concluída. Por quê? Porque Jesus não desistiu dela por nós, indo até o fim.

O autor aos Hebreus nos convida para que "corramos com paciência a carreira que nos está proposta" (Hb 12.1). A palavra "carreira" vem do grego "agon", da qual temos a palavra "agonia". A carreira do cristão não é um exercício físico, mas sim uma árdua, exaustiva e, algumas vezes, agonizante carreira. Ela requer um esforço maciço para que o corredor vá até o fim e, ao término, ainda esteja forte. E você provavelmente já tenha percebido que muitos começam forte a corrida, largas passadas, mas, ao longo do caminho vão desistindo.

Jesus foi exatamente o contrário disso. O melhor trabalho de Jesus foi o seu trabalho final, e seu passo mais firme foi o último. Nosso Mestre é o maior exemplo de alguém que resistiu e consumou sua obra. Você já pensou sobre as coisas terríveis que foram feitas a Jesus? Pode imaginar as ocasiões em que Jesus poderia ter desistido? Por exemplo:

A TENTAÇÃO que sofreu por parte do diabo. Sabemos o que é resistir a um momento, uma hora, ou um dia de tentação... mas, 40 dias?!!! O texto de Lc 4.1,2 nos diz que Ele "foi levado pelo Espírito ao deserto. E quarenta dias foi tentado pelo diabo". Não são três eventos pulverizados em 40 dias... são 40 dias de tentação sem pausa! Ele poderia ter abandonado o plano de salvação, poderia ter desistido de correr, mas ele continuou.

Outra dificuldade eram as constantes ACUSAÇÕES. Você sabe o que é participar de uma corrida e ser criticado o tempo todo? O chamaram de mentiroso (Jo 7.12), de estrangeiro e endemoninhado (Jo 8.48). Sua família o chamou de lunático (Mc 3.21). Seus vizinhos tentaram lançar Ele do penhasco (Lc 4.29). Mas, nada disso o fizeram desanimar.

Nem a VERGONHA mudou os propósitos de seu coração. O pior de todos os testes na vida de Jesus foi a vergonha. A vergonha é um sentimento de desgraça, embaraço e humilhação. Você possui algum momento vergonhoso em sua história? Algo que você jamais gostaria que alguém soubesse, ou que outras pessoas vissem? E se uma fita de vídeo exibisse esse momento vergonhoso diante de sua família e amigos? Como se sentiria? Pois foi exatamente o que Jesus sentiu! Como? Ele foi coberto de vergonha (nossos pecados 2 Co 5.21). Ele foi envergonha diante de sua família. Foi deixado nu diante de sua própria mãe daqueles que amava. Foi envergonhado diante das outras pessoas. Foi forçado a carregar a cruz até tropeçar. Foi envergonhado diante da igreja, diante das autoridades governamentais e religiosas. Envergonhado diante da cidade de Jerusalém, condenado a morrer como um criminoso. Mas... Ele foi até o fim.

O evangelista João diz que Jesus "tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim" (Jo 13.1b). O apóstolo Paulo escreve que Ele "esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz!" (Fl 2.7,8). O autor aos Hebreus relata que "Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus" (Hb 12.2b).

Ele não desistiu de mim. Ele não desistiu de você! Ele foi até o fim e bradou: "ESTÁ CONSUMADO"! Não desista também. Vá até o fim, por amor a Ele, por desejar estar com Ele e passar a eternidade ao seu lado.

Por Pr. Anderson Guarnieri

veja também