Eleitos, mas livres

Eleitos, mas livres

Atualizado: Quarta-feira, 11 Março de 2009 as 12

Deus escolheu uns para a salvação e outros para a condenação eterna? O homem tem a liberdade de aceitar ou recusar a graça divina? O debate teológico acirrado em torno da salvação do ser humano não é novo. Para alguns, Deus em sua sabedoria escolhe salvar ou condenar a espécie humana, sem que ela possa interferir nessa decisão. Para outros, o homem é quem decide aceitar ou rejeitar a oferta da graça divina. Além disso, discute-se ainda a crença comum de que a soberania de Deus e a liberdade humana são mutuamente excludentes.

Nesta obra fundamental, Norman Geisler adverte contra o perigo em render-se a visões extremadas desses aspectos da salvação. O escritor defende uma posição equilibrada sobre essa questão teológica: aceitar a soberania e a presciência de Deus ao lado da responsabilidade humana de escolher ou rejeitar a oferta de salvação.

veja também