"Eles resgataram a minha vontade de viver" diz morador de rua convertido

"Eles resgataram a minha vontade de viver" diz morador de rua convertido

Atualizado: Segunda-feira, 6 Junho de 2011 as 11:03

Cerca de 50 voluntários do Força Jovem Brasil, da Igreja Universal do Reino de Deus, foram à Praça da Sé, centro de São Paulo, na última terça-feira (31), levar alimentos, roupas e mensagens de esperança aos moradores de rua do local.

Assim que o carro com os integrantes chegou, foi possível ver a movimentação dos moradores, ansiosos pelas doações. De acordo com o responsável pelo trabalho do grupo, pastor Jean Madeira, a intenção não foi somente alimentar o corpo físico deles, mas levar um fortalecimento espiritual para a alma de todos, mostrando a importância de buscar a Deus e ter a vida restaurada por Ele. “Queremos mostrar que mesmo na situação que eles se encontram existe um caminho que pode resgatar os sonhos perdidos, que é por meio da fé no Senhor Jesus”, declara.

Para o morador Gildeon Ferreira da Silva, de 30 anos, a ação pode ser resumida em uma palavra: esperança. Ele conta que por causa de problemas enfrentados na família, decidiu sair do Espírito Santo em direção a São Paulo na tentativa de uma vida melhor, mas os planos dele foram por água abaixo. “Deu tudo errado e eu acabei nas ruas. Sinceramente, eu não tinha mais esperança alguma, quando os voluntários chegaram. Estava com muito frio e muita fome, eles vieram na hora certa. O que eles estão fazendo, hoje, por mim não tem preço, pois, além das doações, eles resgataram, com as palavras ditas, a minha vontade de viver. Eu só posso agradecer por essa dedicação”, agradece emocionado.

O fotógrafo e voluntário Erik Teixeira, de 28 anos, diz que são reações como a citada acima que faz com que ele enfrente qualquer adversidade, como por exemplo o frio de 10 graus que fazia sobre a capital paulista naquela noite, para poder ajudar o próximo. “É muito gratificante, pois estamos fazendo algo às pessoas que a sociedade abandonou e, assim, podendo levar Jesus a cada um”, conclui.  

veja também