Em nota, pastor Sebastião Souza nega irregularidades

Em nota, pastor Sebastião Souza nega irregularidades

Atualizado: Terça-feira, 15 Junho de 2010 as 10:47

O presidente da Igreja Evangélica Assembléia de Deus de Cuiabá e Região, pastor Sebastião Rodrigues de Souza, por meio de nota, negou a existência de possíveis irregularidades quanto a distribuição dos lotes do Projeto Gamaliel, conforme relatou reportagem do MidiaNews. 

O loteamento foi feito pelo Governo do Estado em parceira com a Assembléia de Deus, cujo investimento público com infraestrutura foi de R$ 1,1 milhão. O espaço doado pelo Estado totaliza 246 hectares; são 175 lotes com uma casa de 40m² e área de 1,2 hectare. O assentamento fica a 5 km do bairro Altos da Glória, em Cuiabá.

O Ministério Público Estadual (MPE) recebeu uma denúncia questionando os critérios de distribuição de áreas do Loteamento Gamaliel. Uma das acusações é que um dos lotes, o 85, estaria em nome de Terezinha Resende, irmã do deputado estadual Sebastião Resende (PR). Esse espaço seria utilizado como uma espécie de chácara da família do parlamentar.

Por meio da nota, Sebastião Rodrigues informou que no lote 85, onde encontra-se uma construção extra da original, servirá para abrigar a Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Assentamento Gamaliel.

A respeito da suspeita que a irmã do parlamentar seria a detentora do lote 85, Rodrigues informou que: "o nome citado como beneficiário deste Projeto Social nunca fez parte do rol dos assentados".

Ele ainda diz na nota que o deputado Sebastião Rezende seria somente o idealizador do assentamento, juntamente com o Governo do Estado. Sebastião Rodrigues declara que a ação dele foi "fundamental num trabalho conjunto com a COMADEMAT, para que hoje este Projeto Social fosse realidade".

Ainda informar que "todos os beneficiários foram assentados sob crivo único e exclusivo da Igreja, não tendo o deputado Sebastião Rezende participação na indicação das 170 famílias já assentadas", finaliza.

Confira a nota:

Informamos que de pronto repudiamos os pseudos fatos relatados na reportagem em tela esclarecendo que:

1) O loteamento em questão se trata do Projeto de Assentamento Gamaliel, que tem como Mantenedora e Donatária a COMADEMAT - Convenção dos Ministros das Igrejas Assembléias de Deus do Estado de Mato Grosso conforme Lei Nº 9.042 de 05 de dezembro de 2008;

2) Que a edificação em questão localizada no Lote 85 servirá para abrigar a Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Assentamento Gamaliel;

3) Que o nome citado como beneficiário deste Projeto Social nunca fez parte do rol dos assentados;

4) Que o Deputado Sebastião Machado Rezende, juntamente com o Governo do Estado de Mato Grosso é o idealizador do Projeto de Assentamento Gamaliel, cuja Ação Parlamentar foi fundamental num trabalho conjunto com a COMADEMAT, para que hoje este Projeto Social fosse realidade;

5) Que todos os beneficiários foram assentados sob crivo único e exclusivo da Igreja, não tendo o Deputado Sebastião Rezende participação na indicação das 170 famílias já assentadas.

Diante do exposto solicitamos que seja efetuada a devida e justa retificação do conteúdo postado.

Isto posto,

Atenciosamente, Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Presidente da IEAD Cuiabá e Região

Presidente da COMADEMAT

Vice-presidente da CGADB

veja também