Em palestra, jornalista destaca importância da Internet para a Igreja

Jornalista destaca importância da Internet para igreja

Atualizado: Quinta-feira, 21 Julho de 2011 as 10:34

A mocidade da II Igreja de Deus Avivamento Bíblico de Montes Claros promoveu entre os dias 15 e 17 deste mês, o primeiro Encontro de avivamento de jovens. Foram abordados temas como o namoro cristão, perdão e como o jovem cristão deve se portar nas redes sociais virtuais.

Houve ministrações com presbíteros e evangelistas da própria igreja, pregação com o pastor Nilson Júnior de Salvador/BA, evangelismo de impacto em ruas próximas à igreja e atrações musicais como a banda AdoraSamba e o cantor Ton Khristian.
Conforme um dos organizadores do evento, Marcelo Frederico, o objetivo do encontro é resgatar e ensinar valores cristãos aos jovens evangélicos de Montes Claros e região para que façam a diferença no meio social em que vivem. “De modo geral, a juventude de hoje tem por imposição da mídia e da sociedade alguns valores deturpados. O papel da igreja é conservar esses valores ensinados por Jesus Cristo e por escritores da Bíblia Sagrada”, afirma

O Cristão e as Redes Sociais
O encontro começou na sexta-feira, 15 de julho, às 19h30, seguiu pelo sábado e encerrou no domingo com palestras e ministrações durante todo o dia. No sábado, o jornalista e editor da Revista Conteúdo Cristão, Andrey Librelon ministrou palestras a dezenas de jovens da igreja. Abordou o tema ”Eu e o meu mouse serviremos ao senhor: como o cristão deve se portar na internet”.

O jornalista considera o tema de extrema relevância. “O interessante é que não ouvimos palestras sobre o tema em nossas igrejas. É um assunto que serve a todos, especialmente aos cristãos conectados. Não é só o adolescente, jovem que estão na internet. Pastores, líderes, pais de família, pessoas sérias e descompromissadas, todo tipo de gente usa a internet”, destaca. Ainda segundo o jornalista, que também é editor do Blog da Revista Conteúdo Cristão, tem que ser discutido como a Igreja Evangélica no Brasil tem recebido temas como a internet.

“Como a igreja está recebendo isso? Da mesma maneira que recebe quase tudo, em câmera lenta. Por que? Porque é “mundano”, porque tem o que não presta? Em vez de demonizarmos tudo, temos que entender a internet como uma possibilidade de abrangência comparada a da TV, utilizada atualmente para divulgar o Reino. As redes sociais potencializaram a interação e a comunicação entre as pessoas e grupos. Se há pessoas na Internet sedentas por uma palavra de ânimo, de paz, alegria e de amor, a igreja tem que estar lá”, conclui o jornalista.

Librelon conclui citando o texto de Paulo aos Coríntios. “O texto de 1Co 6:12 ( Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma) é na verdade um puxão de orelha nos irmãos de Coríntios, que usavam a liberdade cristã para justificar seus pecados. Não podemos deixar que a Internet ou as demais coisas nos escravize. A internet coloca à prova o nosso caráter diante de Deus. Usar essa ferramenta para dar testemunho d’Ele em nossas vidas é o minimo que podemos fazer”, conclui.. Em palestra, jornalista destaca importância da Internet para a Igreja.

veja também