Em pregação, Feliciano alfineta Dilma Rousseff e Ana Paula Valadão

Em pregação, Feliciano alfineta Dilma Rousseff e Ana Paula Valadão

Atualizado: Terça-feira, 20 Agosto de 2013 as 6:53

Marco FelicianoEm Canoas, no Rio Grande do Sul, Marco Feliciano participou de um evento religioso e falou sobre a presidente Dilma Rousseff e Ana Paula Valadão.
 
Ao falar sobre homossexualidade, ele criticou Ana Paula Valadão por convidar os gays a se aproximarem da igreja para aprender com eles.
 
“Acho que a intenção de aproximar as pessoas é boa, mas dizer que temos que aprender com eles? Quer dizer que dois mil anos de igreja não serviram para nada? Sabe o que é isso? É a desculpa pra não terem as igrejas deles apedrejadas”, afirmou o deputado.
 
Ao falar sobre os protestos dos quais foi alvo, quando assumiu a presidente da Comissão de Diretos Humanos da Câmara, ele afirmou que uma espécie de plano divino fez com que a presidente perdesse a popularidade. “A presidente do nosso País, que é do partido que mais me perseguiu, que é o PT, que há cinco meses estava com 75% de aprovação, caiu pra 30%, e ninguém consegue entender”, afirmou.
 
Ele disse que não contou com o apoio da bancada evangélica enquanto foi perseguido, e os classificou como covardes. “Daqui a alguns dias, meninos e meninas serão adotados por dois homens ou duas mulheres... são 73 deputados (da bancada evangélica), mas eu sou o único maluco que fica lutando contra tudo isso, e na hora de aparecer, correm todos... crentes eleitos pelos seus votos, são covardes”, atacou.
 
 
com informações do Terra
 
 

veja também