“Em primeiro lugar, sou filha de Deus”, diz atleta cristã nas Olimpíadas de Inverno

Elisabeth Vathje está competindo na modalidade de Skeleton, nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018.

fonte: Guiame, com informações da BPnews.

Atualizado: Domingo, 18 Fevereiro de 2018 as 10:46

Elisabeth Vathje começou a correr quando tinha 14 anos por sugestão de seu pai.  (Foto: REUTERS/Edgar Su).
Elisabeth Vathje começou a correr quando tinha 14 anos por sugestão de seu pai. (Foto: REUTERS/Edgar Su).

Elisabeth Vathje é uma atleta cristã que está competindo na modalidade de Skeleton, nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018. A canadense não é tímida ao falar sobre sua fé em Jesus e proclama claramente em sua página do Twitter: "Seguidora de Cristo".

"Em primeiro lugar, sou filha de Deus", disse Elisabeth Vathje à Baptist Press. "Eu não sou uma atleta de Skeleton, nada disso. Não importa minha profissão, Jesus ainda é meu Senhor", ressaltou.

Ela começou a correr quando tinha 14 anos por sugestão de seu pai. Para Vathje, foi amor no primeiro “slide”. "Eu sempre fiquei espantada com os Jogos Olímpicos, e sempre quis fazer parte disso, e o skeleton acabou sendo o esporte que me impulsionou. Adoro ir rápido, com certeza", disse.

Vathje foi criada em uma casa cristã e frequentou uma escola cristã quando criança. Quando entrou para o ensino médio, ela disse que suas crenças começaram a se transformar mais em seu relacionamento com Jesus e não apenas no que seus pais lhe ensinaram.

Fé e Esporte

Ela diz que sua fé em Cristo tem uma forte conexão com seu trabalho como atleta. "Eu sei que, independentemente do que eu faço na pista, ainda sou amada por Deus. Sei que é preciso não pensar no que me pressiona para vencer, porque sei que o sucesso vem de Deus", ressaltou.

"Mas eu sei que mesmo que o sucesso não venha, isso não muda a maneira como Deus me vê e a maneira como eu deveria vê-lo. Então, isso me dá paz. Eu não tenho que lutar por resultados", colocou.

Por causa de seu horário de treinamento e competição, Vathje está longe de casa e de sua igreja local, a McKenzie Towne Church, uma igreja da Conferência Batista da América do Norte em Calgary (EUA). Sua mãe viaja com ela, sendo sua ligação com a comunhão cristã.

"Ela é quem está enviando os pedidos de oração para a igreja", disse a atleta. "A família da igreja e minha família são a única razão pela qual eu estou neste esporte, porque não posso fazer isso sem eles", finalizou.

veja também