Em sessão solene, Ana Paula Valadão compara mídia evangélica ao shofar

Em sessão solene, Ana Paula Valadão compara mídia evangélica ao shofar

Atualizado: Terça-feira, 22 Junho de 2010 as 2:16

Na última segunda-feira, 21 de junho, dia em que se comemora o Dia da Mídia, a Assembleia Legislativa de SP recebeu, no Plenário Juscelino Kubitschek, veículos jornalistícos e profissionais evangélicos numa sessão solene de prestígio pelo trabalho de divulgação do cenário cristão nacional.

A iniciativa da homenagem foi do deputado José Bruno (DEM-SP), que traduziu o evento não como uma premiação, mas como um reconhecimento. "Tudo passa por um tempo de amadurecimento. É como aconteceu com as empresas .com. Surgiram tantas e depois veio o profissionalismo e uma estrutura necessária", disse Zé Bruno que avaliou o crescimento da mídia evangélica como assustador, ao lembrar o espaço minguado que era ocupado por pastores na televisão há 20 anos.

"A Igreja melhorou muito na divulgação daquilo que se faz", reconheceu o deputado que, mesmo não tendo a pretensão de se candidatar nessas eleições, acredita que a casa legislativa terá parlamentares, entre pastores e líderes evangélicos, com iniciativas semelhantes. Zé Bruno disse ainda que participou na escolha dos homenageados, feita por meio de enquete.  "Eu indiquei alguns que eu conheço, como Missão Portas Abertas, Sepal, SBB, Guia-me. De qualquer maneira, eu vou ser injusto por não conseguir homenagear a todos. Sempre fica alguém de fora", ressaltou.

Além de valorizar o segmento, o evento solene destacou a participação de profissionais evangélicos na grande mídia, como o jornalista investigativo Percival de Souza, comentarista da rede Record de televisão. Definindo-se como pragmático em sua observação sobre os meios cristãos, Percival afirmou que detesta os rótulos dados aos comunicadores da mídia secular.

"Os meios evangélicos tendem a considerar os profissionais de comunicação uma espécie de bicho papão da sociedade. As pessoas às vezes confundem com o que é lamentável e é divulgado. Eu sou um jornalista e não produzo fatos. Eu divulgo. Não invento notícia", enfatizou o jornalista ao Guia-me, que há 44 anos atua no meio secular.

O jornalista Percival de Souza disse detestar quando a mídia evangélica

considera os profissionais do meio secular como uma espécie de"bicho

papão" da sociedade.

"Potência de divulgação"

Os homenageados da noite sentaram em um lugar de destaque. Na mesa central, o presidente da mesa, deputado José Bruno, a pastora Blanche Bruno, o deputado estadual, Waldir Agnello (PTB), e os representantes de cada uma das categorias premiadas: Pr. Éber Cocareli (instituições), Jornalista Percival de Souza (profissionais), e Pr. Marcos Correa (veículos de comunicação).

Para dar início à Sessão Solene, a Orquestra Camerata da Polícia Militar de São Paulo tocou o Hino Nacional. Em seguida, o deputado José Bruno agradeceu a todos os presentes e fez algumas considerações aos homenageados, dizendo que cada um cumpre um chamado. "Que a Igreja seja uma potência de divulgação para a salvação", exclamou.

O deputado Waldir Agnello, a convite de José Bruno, fez a oração de abertura e concedeu uma palavra de saudação. "Impressionante o quanto tem crescido a qualidade da mídia evangélica, graças à capacidade e intelecto de vocês, profissionais. Hoje podemos oferecer preço qualidade e conteúdo". Agnello ainda lembrou que o trabalho de cada um dos presentes é, acima de tudo, proclamar o nome de Deus. "Nenhum de nós deve ser mais importante do que a mensagem da cura e da salvação", alertou.

A cerimônia contou com algumas participações musicais, como a de Denyse Bittencourt, do saxofonista André Paganeli que tocou o louvor "Grandioso és Tú", Rodrigo Soeiro, e Ana Paula Valadão, que cantou a música "Esperança" e, ao parabenizar os profissionais homenageados, comparou a mídia evangélica ao shofar, instrumento usado no antigo testamento para anunciar os feitos de Deus.

Ana Paula Valadão parabenizou a imprensa evangélica, mas disse

já foi incompreendida por depoimentos relacionados à Igreja Católica.

Distorções promovidas pela mídia

A menos de um mês para a gravação do 13º DVD do Diante do Trono em Barretos (SP), a líder Ana Paula Valadão tem aprendido a valorizar a cada dia os meios cristãos como uma importante forma "para se chegar ao coração das pessoas".

Embora parabenize a mídia evangélica, por estar a cada dia melhor, a cantora faz ressalvas sobre a repercussão dos seus depoimentos parcialmente reproduzidos em blogs e sites evangélicos, como num evento realizado no mês de abril, em que ela se direcionou à Igreja Católica.

"Muitas vezes cortam uma parte do que falei e colocam na internet. Em nenhum momento eu denegri a Igreja católica, mas os vídeos que têm sido colocados, e e-mails que têm sido propagados, têm dito que eu tenho falado mal da igreja. As pessoas vão ver que é uma palavra profética que eu recebi do Senhor sobre um avivamento espiritual também na Igreja Católica, em que somente Jesus seria exaltado", defendeu Ana Paula.

Confira ainda nesta semana, no canal música, a entrevista exclusiva na íntegra com a cantora feita pelo portal Guia-me.

Sem pretensão de eleger sua candidatura, o deputado estadual Zé

Bruno foi o incentivador da homenagem aos evangélicos no Dia da Mídia.   

Homenageados

A entrega das placas de honra ao mérito foi feita pelo próprio deputado José Bruno, que descreveu cada instituição, profissional e veículo no momento da homenagem.

Cada uma das categorias homenageadas - Instituições, Profissionais e Veículos de Comunicação -, teve um representante escolhido para discursar.

Confira parte do discurso dos representantes das categorias homenageadas:

Pr. Eber Cocareli  - Faculdade do Povo (Instituições)

 "Resgatamos a educação, a literatura, a música, a comunicação. Temos enfrentado o mundo secular de cabeça erguida. Graças à mídia, o evangélico discute com qualidade sobre qualquer assunto. (...) Precisamos falar para o mundo sem 'mundanizar' a linguagem. O desafio é falar para um mundo que só vive de surpresa em surpresa, de copa do mundo em copa do mundo".

Percival de Souza - Jornalista investigativo (Profissionais)

"O primeiro grande repórter foi a pomba da arca de Noé, que deu a grande notícia de que a vida está salva. (...) A nossa formação exige determinação diante dos ateus contemporâneos. Nós cristãos não somos inferiores culturalmente em relação a ninguém".

Pr. Marcos Correa - Portal Guia-me (Veículos de comunicação)

"Ainda nos olham de forma preconceituosa, de forma pequena, mas estamos vencendo uma nova etapa. Devemos divulgar a notícia em seu tempo, em sua hora, de forma que o nome de Deus seja louvado".

Com a execução do hino Castelo Forte, o Coral Metropolitano Evangélico de São Paulo, com 15 vozes, fechou a sessão solene.

Lista dos homenageados nas três categorias:

Instituições

Instituição de apoio a pastores e líderes:

SEPAL - Pr. Jasiel Botelho 

Instituição de apoio à Igreja Perseguida: 

Missão Portas Abertas - Pr. Carlos Alberto de Souza (diretor)

Instituição para divulgação da Bíblia Sagrada:

Sociedade Bíblica Brasileira - Erní Walter Seibert

Instituição de comunicação para evangelização:

AMME Evangelizar - Angélica Avona

Instituição de ensino e comunicação:

Faculdade do Povo - Pr. Eber Cocareli 

Profissionais

Profissional de multimídia - Rodrigo Brassoloto

Fotógrafo - Décio Figueiredo

Repórter - Mônica Pocker

Assessor de Imprensa - Marcelo Machado

Empresário de Comunicação - Eduardo Berzin Filho

Escritor - Magno Paganelli

Locutor - Ibraim Gustavo

Editor chefe - José Carlos Bernardi

Comentarista - Percival de Souza

Veículos

Jornal mensal

Folha Apostólica - Pr. Antônio Carlos

Jornal

Folha Evangélica - Pr. Paulo Júnior (diretor)

Revista

Mais Destaque - Marcelo Inácio (diretor)

Rádio

Nossa Rádio - Paulo Gonçalves (diretor)

Emissora de Televisão

RIT TV e RIT notícias - Maria do Carmo Caçador

Blog

Pr. Jasiel Botelho

Portal

Guia-me - Pr. Marcos Correa (administrador)

Por Felipe Pinheiro e Juliana Simioni

Fotos: Marcos Paulo Corrêa

veja também