Em SP, Bispo Macedo fala sobre a importância das tribulações

Em SP, Bispo Macedo fala sobre a importância das tribulações

Atualizado: Segunda-feira, 9 Agosto de 2010 as 9:55

Em reunião realizada no Templo Maior de Santo Amaro, em São Paulo (SP), na última quarta-feira (04), o bispo Macedo falou sobre como os cristãos devem enfrentar e vencer as tribulações. Sob a luz da Bíblia, ele pregou a respeito do que o apóstolo Paulo diz no livro de Romanos: “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo; por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança.” (Romanos 5: 1 ao 4)

O bispo Macedo fez questão de lembrar que as mensagens deixadas pelo apóstolo Paulo não foram direcionadas àqueles que não creem no Senhor Jesus, mas aos cristãos. Ele ressaltou que uma vez a pessoa decidida a seguir os ensinamentos de Deus, ela enfrentará dificuldades. “Uma vez que se aceita o Senhor Jesus, começa a guerra, a tribulação. Você começa a ser perseguido, injustiçado, caluniado e desprezado. Enquanto você estava no mundo e fazia o que o mundo gostava a sociedade te abraçava e era bem vindo nos lugares. Mas, a partir do momento que você abraça a fé, você passa a ter outra vida com novas atitudes e passa a ser um perseguido por aqueles que antes eram seus amigos e até pelos seus familiares”, disse o bispo.

Apesar dos momentos difíceis incomodarem e causar tristeza, o bispo ensina que o atribulado não deve desanimar, mas permitir que a fé prevaleça: “Porque quando uma pessoa abraça a fé no Senhor Jesus, em outras palavras ela abraçou o escudo da fé, abraçou a justiça. E quando surgem as tribulações, às vezes temos vontade de sumir, pois não é fácil. Mas, não podemos nos acovardar, porque temos que enfrentá-las e vencê-las, mantendo a nossa fé.”

Embora muitos pensem que as tribulações existam somente para causar transtornos, o bispo esclarece que ela é muito importante para a manutenção da fé. “Deus permite isso, Deus assiste essa situação terrível que nós vivenciamos aqui no mundo e isso é muito importante para a nossa sobrevivência, para a manutenção da nossa fé. Por exemplo, quando pensamos em Davi só pensamos no homem vitorioso, bravo, destemido, herói. Porém, quando analisamos a vida dele, desde quando era pastor de ovelhas até sua morte, vemos que ele enfrentou sérios riscos, enfrentou inimigos durante toda sua trajetória de vida, passou por tribulações, mas em nenhum momento ele se ajoelhou diante dos inimigos, pelo contrário, ele venceu todos eles, manteve a fé e foi salvo. Por isso, devemos dar graças a Deus pelas nossas tribulações, porque são elas que mantém a nossa fé acesa, latente e o coração lutando para vencer os problemas e manter-nos de pé. Se você passa  por tribulações, dê graças a Deus. Se elas não existem, você se acomoda e a fé  fica inativa e inútil, sendo levada apenas como uma tradição religiosa”, finalizou.

Por Cinthia Meibach

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também