Encenações bíblicas celebram o Dia Mundial de Oração

Encenações bíblicas celebram o Dia Mundial de Oração

Atualizado: Terça-feira, 15 Março de 2011 as 9:37

Realismo nas cenas bíblicas e conexão 24 horas de oração e jejum marcaram o Dia Mundial de Oração no Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP), campus Hortolândia. A programação contou com a participação do grupo pós-moderno Perspectivas Brasil que lembraram as vítimas do terremoto que arrasou o nordeste do Japão, no últimos dias. No sábado, 12 de março, a história infantil sobre Miquéias destacou cenas da festa judaica do “Yom Kippur”, motivando o público à reconciliação e a busca do perdão, uma iniciativa do Ministério da Mulher.  

  Como preparo para a Semana de Oração a ser realizada de 18 a 26 de março pelo líder do Ministério Jovem na região central de Porto Alegre, pastor Elton Bravo, a vigília se baseou em “Máscaras”. Os Corais Libras e Jovem também dedicaram o fim-de-semana para oração em acampamentos.

  Durante o evento no Centro Universitário, o pastor na região metropolitana de Campinas, Gilson Grudtner, contou histórias de pessoas que decidiram seguir a Cristo.  “As máscaras atrapalham no relacionamento entre o homem e Deus”, conta.

  A vigília foi um projeto liderado por alunos. Eles encenavam, dirigiam louvores e distribuíam cartões para oração. O preenchimento de painéis com horários para preces também eram auxiliados por grupos de alunos. Um momento de reflexão especial aconteceu quando “Perspectivas Brasil” destacou a Bíblia como fonte de esperança diante das calamidades humanas. Em seguida, Grudtner alertou “para você tirar as máscaras é preciso perseverar na oração. Devemos orar sempre, se quisermos crescer na fé e experiência, citou a escritora Ellen White”.

  O projeto de 24 horas de oração concluiu com uma decisão: a partir de 20 de março, tocar o sino da igreja diariamente às 11h e 15h convidando a comunidade para oração coletiva e simultânea.

veja também