Encontro da OPBB reúne pastores batistas em Niterói - RJ

Encontro da OPBB reúne pastores batistas em Niterói - RJ

Atualizado: Sexta-feira, 21 Janeiro de 2011 as 8:34

Durante a assembleia da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil (OPBB), realizada no dia 20 de janeiro, no salão nobre do Clube Português, no bairro do Ingá, em Niterói/RJ, os dois diretores executivos das juntas missionárias da CBB, Pr. João Marcos Barreto Soares (JMM) e Pr. Fernando Brandão (JMN), compartilharam com os cerca de 500 pastores presentes sobre os desafios missionários do Brasil e dos campos mundiais.

O Pr. João Marcos abriu sua participação falando aos pastores sobre os resultados do Congresso Lausannne, sobre evangelização mundial, que aconteceu em outubro de 2010, na África do Sul. Em primeiro lugar, o executivo da JMM falou sobre os mais de 630 povos não-alcançados espalhados pelo mundo, e que estão disponíveis para o Evangelho, mas que não ouviram a mensagem de salvação. “A JMM fará a sua parte nessa tarefa evangelizadora, ou seja, enviar missionários para alcançar 1% do total. Somados os esforços de todos, podemos alcançar o mundo para Cristo em pouco mais de 10 anos”, disse o Pr. João Marcos. Em seguida, ele frisou que, para alcançar tamanho êxito, é de fundamental importância a participação dos pastores, seja na participação em caravanas da JMM, ou no envio de seus vocacionados, no envolvimento de suas igrejas e também no levantamento de recursos. “Irmãos, a obra é feita por cada um de nós na igreja local. Sem a participação dos pastores, aumentam consideravelmente as dificuldades para a viabilização da obra missionária”.

Ainda refletindo sobre os efeitos do que foi tratado no congresso na África do Sul, o executivo da JMM falou sobre a Campanha de Missões Mundiais em 2011, que abordará a questão dos povos não-alcançados. De acordo com ele, os desafios são apresentar aos batistas brasileiros sobre quem são os muçulmanos, um dos povos não-alcançados, e como vivem sua religião que orienta seus seguidores a obedecerem fielmente a Lei, obtendo vantagens de Alá, mas que os impede de conhecerem a graça do Pai. “Nosso objetivo é informar, fazendo com que os batistas brasileiros conheçam os muçulmanos, para amá-los e evangelizá-los, anunciando a Graça do Pai”, disse o Pr. João marcos.

O Pr. Renato Reis de Oliveira, coordenador dos missionários no Norte da África, Oriente Médio e Ásia, falou em nome dos obreiros daquela região (80 no total, sendo 40 brasileiros), agradecendo o apoio dos crentes das igrejas batistas do Brasil e de seus pastores. Ele prosseguiu dizendo que ainda há muito a ser feito pela obra missionária naquele lugar, em especial entre os povos não-alcançados, e deu testemunhos sobre viagens que fez à Ásia. As histórias, especialmente sobre o uso do esporte como ferramenta missionária, impactaram os presentes.

O Pr. Fernando Brandão, executivo da JMN, falou em seguida. Ele desafiou os pastores batistas a ouvirem os clamores vindos, muitas vezes, de cidades próximas, como no centro de São Paulo/SP, que está colhendo frutos com o trabalho na Cracolândia – agora Cristolândia – em razão do trabalho missionário naquela localidade. E dois jovens, alcançados por aquele trabalho, deram seus impressionantes testemunhos. “Queremos mais histórias como essas. Se depender de você, pastor, podemos avançar mais?”, desafiou o Pr. Fernando.

Na ocasião foi eleita a nova diretoria da OPBB. O Pr. Éber Silva, titular da 2a IB de Campos dos Goytacazes/RJ, foi eleito presidente da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil nos próximos dois anos.

Por Sérgio Dias

veja também