Encontro de músicos incentiva aperfeiçoamento

Encontro de músicos incentiva aperfeiçoamento

Atualizado: Terça-feira, 9 Novembro de 2010 as 11:13

A maioria dos músicos é movida pela paixão, pelo gosto de cantar ou tocar. No entanto, tal atividade exige que se tenha um ouvido afinado, habilidade técnica e instrumental. Por isso, nos dias 05 e 06 de novembro, aconteceu o Encontro de Músicos Adventistas da Associação Mato-Grossense (AMT) que reuniu 260 pessoas no auditório da FIEMTEC (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso).

Segundo o pastor Levino dos Santos, líder geral de música da Igreja Adventista em Mato Grosso, o evento teve como objetivos incentivar a formação de grupos instrumentais nas igrejas, aprimorar a técnica vocal dos cantores, treinar os técnicos de som das igrejas, auxiliar os regentes de grupos e corais e criar um conceito da relevância do canto congregacional (Ministério de Louvor). “Espero que este não seja apenas um evento, mas que se reflita na qualidade da música nas congregações”, ressalta. Os convidados que marcaram presença no acontecimento foram a cantora adventista Riane Junqueira, o engenheiro de música Edison Sopper, o cantor e compositor Daniel Salles e André Luiz Lírio, professor do coral da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

A programação foi alternada entre apresentações musicais, mensagens espirituais treinamentos e workshops. No sábado à tarde, ocorreram quatro oficinas para os participantes: Instrumentação Musical, voltada para aqueles que tocam algum instrumento, Canto Coral que teve como público-alvo os regentes, Técnica Vocal para os que cantam e sonorização nas igrejas para os técnicos de som.

Thalita Pauletto, umas das cantoras do Grupo Reluz Júnior que participou da aula de Técnica Vocal, ressalta que quando a pessoa aprende a respirar de forma correta cantar se torna muito mais fácil. “Hoje, pude frisar alguns conhecimentos e acrescentar algumas dicas de respiração como posicionamento e postura”, revela.

Para o regente de coral Régis Nascimento, na aula de Canto Coral, ministrada por Daniel Salles, ele pôde aprender a lidar com situações diversas que podem acontecer tecnicamente ao conduzir um grupo. “O professor trouxe novas ideias extremamente aplicáveis desde um grupo menor até um coral maior”, alegra-se.

Anderson Magmo é filho de músico e toca violão na igreja há dois anos. Para ele, utilizar instrumentos durante os cultos torna o louvor muito mais fervoroso porque tudo é feito simultaneamente. “Não fica aquele coisa mecânica, como por exemplo, quando toca o CD e as pessoas ficam abrindo e fechando a boca como se estivessem dublando”, descontrai.

“A gente precisa desenvolver nossos talentos musicais e fazer com que o nosso louvor seja cada vez mais perfeito porque é pra Deus”, completa Riane Junqueira.

De acordo com Salles buscar mais informação, ter boas ideias, formar uma boa equipe e envolver pessoas são as dicas básicas para quem quer ter sucesso como cantor, compositor ou instrumentista. “Quando a igreja se une para aperfeiçoar os talentos musicais, fico feliz em poder contribuir”, compartilha.

veja também