Encontro "Procura-se uma princesa" reúne meninas e moças de Cosmópolis (SP)

Encontro "Procura-se uma princesa" reúne meninas e moças de Cosmópolis (SP)

Atualizado: Sexta-feira, 25 Setembro de 2009 as 12

"Procura-se uma princesa" foi o tema do encontro de meninas e moças do distrito de Cosmópolis, realizado de 4 a 6 de setembro pela Igreja Adventista do Sétimo Dia.

O evento começou na sexta-feira, com o pôr-do-sol. Após o jantar, aconteceu a abertura oficial do evento.

Quase 80 adolescentes e jovens assistiram as palestras, participaram dos workshops, cantaram, oraram, foram estimuladas a adotarem novos valores, e se recrearam de maneira sadia, nas dependências do Colégio Adventista de Paulínia. As salas de aula se transformaram em dormitórios, o pátio em refeitório, com o auditório decorado as meninas sentiram-se bem confortáveis.

As palestrantes foram: Dra. Marta Grüdtner Costa, psicóloga da igreja central de Campinas; Dra. Dinaura Bauermaster, médica da igreja central de Paulínia; profa. Solange Rigoli, da igreja da V. São Pedro, profa. Maria Tereza Araújo, Ministério das Crianças da UCB e a profa. Sonia Rigoli Santos, Ministérios da Mulher da UCB e esposa do pastor do distrito de Cosmópolis.

Entre as participantes, estavam umas poucas meninas não adventistas, convidadas por suas amigas e que se encantaram com a programação, além de oito meninas filhas dos funcionários da UCB, especialmente convidadas.

Elas ouviram sobre auto-estima, relacionamento com o sexo oposto, relacionamento com os pais, sexualidade, vantagens de se preservar para o casamento, como namorar, etc.

No sábado à noite, vestidas à caráter dos anos sessenta, participaram de um jantar especial, onde as que completam 15 anos neste ano, foram homenageadas. Desfilaram por uma passarela, participaram de brincadeiras e assistiram a um filme educativo.

No domingo, o programa foi encerrado com um compromisso com Deus de preservar-se puras até o casamento.

O testemunho de Bruna, uma jovem que engravidou aos 16 anos e viveu com o rapaz por alguns anos, freqüentando baladas até que caiu em si e voltou para Jesus e foi rebatizada, hoje, aos 23 anos, emocionou as garotas e as incentivou a permanecerem fiéis para não passarem pelas tristes experiências que ela passou.

Muitas garotas testemunharam que a programação foi ao ponto e que estavam voltando para casa com novos objetivos para a vida.

Segundo Sonia, organizadora do evento, este só foi possível graças ao carinho, dedicação e desprendimento de diversas irmãs de cada igreja que confeccionaram muitas lembrancinhas e a apoiaram convidando as garotas e organizando as caravanas.

veja também