Enganar a mim mesmo não me livra do julgamento divino

Enganar a mim mesmo não me livra do julgamento divino

Atualizado: Quinta-feira, 17 Outubro de 2013 as 10:46

acusaçãoLeitura Bíblica: Juízes 21.13-25
Por que vocês não julgam por si mesmos o que é justo? (Lc 12.57)
 
O versículo em destaque toca uma questão muito importante. Jesus acabara de dizer aos seus ouvintes que eles deveriam interpretar o tempo presente. Nós hoje agimos e pensamos de forma diferente do que se fazia há 50 anos. Qual a causa? Filosofias novas, novidades científicas, acontecimentos mundiais mudaram nosso modo de pensar. Como ficam os princípios bíblicos em meio a tudo isso?
 
O livro de Juízes fecha com a frase “cada um fazia o que lhe parecia certo”. Parece exatamente o que ocorre hoje. Há uma opinião corrente por aí de que a mente humana não passa do resultado de reações bioquímicas no cérebro. Portanto, alma, espírito, personalidade não existiriam. Nesse caso, não seríamos responsáveis por nossas escolhas. Não haveria certo e errado. Vale tudo.
 
Aqueles israelitas desorientados de que lemos tinham feito um juramento. Uma guerra civil havia dizimado a tribo de Benjamim. As demais tribos juraram não dar suas filhas aos que restaram dos benjamitas. A tribo desapareceria. Então inventam um estratagema. Dariam suas filhas de um modo que não quebrasse o juramento. Alguém já disse que o homem é o único animal que mente para si mesmo e acredita. Os israelitas anestesiaram a sua consciência. Enganaram a si mesmos.
 
Assim somos nós. Achamos que o comparecimento a algum culto religioso nos libera para pecar. Já cumpri o meu dever – o resto não importa. Não interpretamos o nosso tempo, não averiguamos a origem dos valores. O fim disso é a ideia de que não existe Deus nem prestação de contas. Bem e mal se confundem. De onde vêm tais ideias, tais “valores”, tais formas de ver a vida? Ninguém pergunta. Ainda hoje é atual a pergunta do Senhor Jesus ao homem que fez a escolha de dedicar sua vida ao ajuntamento de bens (Lc 12.20): “Esta noite a sua vida lhe será exigida. Então, quem ficará com o que você preparou?” – MJT
 
Enganar a mim mesmo não me livra do julgamento divino.
 

veja também