"Ensaio sobre a Cegueira" vira filme e causa polêmicas

"Ensaio sobre a Cegueira" vira filme e causa polêmicas

Atualizado: Quarta-feira, 16 Julho de 2008 as 12

Agora está bem perto... Brevemente, em setembro, o mundo poderá ver mais uma obra de José Saramago nos cinemas. O Ensaio sobre a Cegueira, que pelos olhos de Fernando Meirelles, trasnformou-se em Blindness. E antes mesmo da estréia oficial do filme, a obra já causa euforia, furor e muita polêmica, dividindo as atenções da equipe do diretor do filme e dos críticos do Festival de Cannes. Como resultado, o público anseia, deseja a todo custo saber um pouco mais sobre esta sua história de cegos.

No seu livro, o ponto de partida da narrativa é a história pessoal de um homem, que repentinamente fica cego ao volante de seu automóvel. A cegueira repentina e inexplicável começa, então, lentamente, a alastrar-se. No entanto, diferente da cegueira usual, em que os cegos possuem apenas a percepção da escuridão, essa é uma "cegueira branca". Segundo a sua vontade, no lugar da ausência de luz, as pessoas cegas enxergam apenas a brancura de uma superfície leitosa. Aos poucos, a cegueira atinge outros de seus personagens, em cadeia. E chega a desafiar os olhos das autoridades, que ao perceberem a gravidade dos problemas que a epidemia de cegueira poderia ocasionar, decidem enviar os cegos e aqueles com quem eles tiveram algum tipo de contato para um manicômio desativado.

Então, todos os cegos, ao invés de tratamento e atenção dignos, recebem uma punição médica e social. São trancafiados, em condições desumanas e sem auxílio algum. Todos os confinados acabam cegos e reduzidos, pela obscuridade, a seres pouco humanos, lutando entre si para sobreviver. Somente uma personagem, uma mulher, não é acometida pelo mal da epidemia. Resta apenas a sua visão em meio à completa cegueira, moral e física, que assola os homens, tornando-se ela a única testemunha da degradação a que foi capaz de alcançar essa sociedade absolutamente cega. Observando o comportamento dos cegos, esta personagem conclui que as pessoas tornam-se realmente quem são, quando não podem julgar o mundo e as outras pessoas a partir do que vêem.

veja também