Ensino religioso é celebrado na Inglaterra

Ensino religioso é celebrado na Inglaterra

Atualizado: Quinta-feira, 3 Março de 2011 as 1:06

A líder do partido conservador na Inglaterra, Sayeeda Warsi, conhecida como Baroness Warsi, falou de seu apoio para o ensino religioso na primeira celebração do assunto.

Durante o próximo mês, eventos do “Celebrando o Ensino Religioso (ER)”, lançado na Câmara nesta terça-feira (1º), serão realizados em todo o país para promover o ensino religioso como uma disciplina escolar vital.

Em seu discurso, a Baronesa Warsi disse que esse era um assunto importante e corretamente considerado parte oficial do currículo nacional. Ela disse que o ER é fundamental para o objetivo do currículo escolar na promoção do desenvolvimento espiritual, moral e cultural de crianças e jovens.

Segundo ela, esta matéria também fornece um contexto essencial para o desenvolvimento da compreensão dos jovens quanto à valorização da diversidade, e para eles aprenderem a desafiar os estereótipos, irem contra o racismo e a discriminação, completou Warsi.

A Baronesa Warsi também enfatizou que a prestação de RE é uma condição do contrato de financiamento para as academias e as novas escolas livres. "Isso é para mostrar o quão importante e fundamental nós [o governo] consideramos que o RE é", disse ela.

E Warsi fala de suas expectativas para este mês de comemoração: "Espero que no decorrer deste mês muitas pessoas aproveitem a oportunidade desses eventos para ganhar um ‘insight’ sobre a valiosa contribuição que esta matéria especial traz para o desenvolvimento e a educação dos nossos jovens."

Ela acrescentou que houve um "apetite por explorar" uma discussão "mais madura" sobre a fé na Grã-Bretanha e que as pessoas estavam "fartas do paternalismo, a maneira superficial" em que a fé estava sendo discutida em determinados locais, incluindo os meios de comunicação.

Os cristãos estão preocupados com o futuro do assunto após o ministro da Educação, Michael Gove, anunciar que o RE não estaria no currículo do bacharelado.

A moção, apresentada por Stephen Lloyd, MP para Eastbourne, afirma que "a ascensão do extremismo religioso em todo o mundo e no Reino Unido significa que um bom entendimento de todas as religiões é vital para uma educação completa". Uma grande campanha nacional foi lançada pela mídia cristã pedindo ao Premiê Gove uma mudança de mente.

veja também