Entrevista: Craig Hill - Fundador do Veredas Antigas

Entrevista: Craig Hill - Fundador do Veredas Antigas

Atualizado: Terça-feira, 2 Dezembro de 2008 as 12

Ele é o fundador de um ministério que tem como base um tema que causa polêmica entre pastores e líderes: a cura da alma. A partir de sua experiência de gabinete, aconselhando casais dia-a-dia, o pastor norte-americano Craig Hill percebeu que a maioria dos maridos e mulheres apresentavam problemas semelhantes, cujas raízes, muita vezes, estavam na infância, em alguma questão mal resolvida no passado. "Eu não tinha nenhuma intenção de criar um novo ministério. Minha idéia incial era ministar todas essas pessoas coletivamente", declara. Não foi necessário muito tempo para que o Family Foundation International (Fundação Internacional da Família) surgisse.   As reuniões coletivas transformaram-se nos Seminários Veredas Antigas, que têm sido usado por Deus para transformar vidas no mundo inteiro. Craig Hill esteve no Brasil para ministrar para líderes e conversou com a reportagem do Portal Guia-me sobre liderança, cura inteiror e o papel do homem na sociedade. Confira!   Guia-me: Qual é o seu propósito ao ministrar para pastores e líderes?

Craig Hill: A coisa mais importante é ter o coração dos líderes ajustados em relação a Deus e nos relacionamentos uns com os outros porque líderes são pessoas e também têm problemas. Um das maiores dificuldades na vida dos pastores, evangelistas e missionários é que eles têm problemas no casamento e nos relacionamentos. Por isso, esses seminários são importantes para ministrar nos casamentos e famílias daqueles que estão à frente das igrejas. A grande maioria dos líderes vive dando conselhos e não têm nenhum lugar para se aconselhar, para abrir o seu coração.   Guia-me: A cura das famílias se restringe ao tratamento do casal ou é mais abrangente?

Craig Hill: Para trabalhar com as famílias, nós trabalhamso em diferentes frentes: casamento, ensinar como educar as crianças, treinar as pessoas a usarem seu dinheiro, já que há muitos conflitos em relação às finanças no casamento; treinar os homens a assumirem o papel que Deus designou a eles... Por que nas igrejas a maioria das pessoas que estão orando e lendo a Bíblia são mulheres? Temos que trabalhar duro para treinar os homens para serem os líderes da família. Também precisamos implantar esse trabalho nas escolas para que elas comecem a ajudar as famílias. Esse trabalho deve ser implantado até no judiciário. Assim, quando as pessoas tiverem problemas no casamento, problemas com violência doméstica ou abuso sexual, será possível mostrar como podem mudar a situação e não apenas tratar os sintomas. Todas essas áreas precisam ser trabalhadas para fortalecer as famílias.   Guia-me: Como o senhor reage aos críticos que o acusam de supervalorizar os fatos passados, promovendo uma espécie de regressão?

Craig Hill: A minha resposta é que em grupos pequenos nós treinamos o líder a fazer as coisas sempre de acordo com João 5:19, que diz: "Eu faço o que eu vi o meu pai fazer". Algumas vezes nós pedimos à pessoa que se arrependa, noutras o Espírito Santo traz à memória alguma coisa do passado. Às vezes uma mentira foi transmitida ao coração de alguém através de alguma experiência do passado. O Espírito Santo identifica a mentira, a remove e substitui pela verdade. Jesus disse em João 8:32: "E conhecerei a verdade e a verdade vos libertará". Não é só a verdade na mente, mas a experimentar a verdade no coração. Nós não tentamos levar as pessoas a uma experiência do passado ou trazer alguma memória do passado. Nós só convidamos o Senhor Jesus Cristo para que ministre aquela pessoa da maneira que Ele escolher. Nós somos felizes porque Ele fala com as pessoas acerca do passado, do presente, do futuro. Ele é quem diz se ela tem que se arrepender ou responder a alguma pergunta, se a mentira tem que ser removida e substituída pela verdade ou qualquer coisa que Ele queira fazer. Nós não tentamos fazer nada. Nós só estamos garantindo a Ele a liberdade de fazer o que Ele quer fazer. Não queremos limitá-Lo e dizer: "Jesus, você não pode falar comigo sobre o meu passado!".

veja também