Espiritualidade baseada na superficialidade da vida

Espiritualidade versus Superficialidade

Atualizado: Quarta-feira, 27 Fevereiro de 2013 as 3:38

 

“E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.” Jo 17.3
 
orarAssistimos e, muitas vezes, praticamos uma espiritualidade centrada na superficialidade da vida. O nosso tempo não suporta nada profundo. Coisas profundas são intrigantes para o homem moderno. Não há tempo e nem disposição para orações mais profundas, mais centradas na pessoa de Deus. Orar durante cinco minutos torna-se uma eternidade para o homem superficial.
 
Percebemos em nosso tempo uma dificuldade enorme de rendição de nossa vontade a Deus. Ninguém pode se expor, declarar-se frágil, dependente, necessitado do outro etc. O homem se esconde no próprio anonimato. Hoje tudo é instantâneo e rápido. As pessoas estão cada vez mais sozinhas, isoladas uma das outras, fruto de um individualismo que afeta profundamente os relacionamentos. Tudo é muito fugaz, rápido, passageiro, sem raiz, efêmero.
 
A Escritura diz: “Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! ...” (Rm 11.33). Eis o desafio: vencer a superficialidade de nosso tempo e adentrar nas profundezas de Deus através de seu Filho Jesus Cristo.
 
 
 
por Marcos Azevedo
Fonte: Cada Dia
 

veja também