Esposa pede oração por missionário preso no Haiti

Esposa pede oração por missionário preso no Haiti

Atualizado: Sexta-feira, 11 Março de 2011 as 1:03

Durante as 24 horas da última quarta-feira, os cristãos nos EUA entraram em um momento de oração e jejum pela libertação de um missionário americano no Haiti, que está preso há mais de quatro meses sem acusação formal.

Embora o caso tenha recebido pouca atenção da mídia, o pastor Danny Pye, de 29 anos, tem recebido oração por sua libertação da prisão, na cidade costeira do sul do Haiti, Jacmel.

Pye, que vem servindo no Haiti desde 2003, foi enviado à prisão em outubro passado depois de aparecer perante um magistrado local. O objetivo da audiência no tribunal foi o de negociar a divisão jurídica da propriedade e outros bens pertencentes à Alegria da Esperança, o ministério que ele e sua mulher criaram para servir às crianças carentes.

Pye e a esposa Leann deixaram o ministério para criar um orfanato que nomearam Kenbe Fem, "Fortaleza".

Apesar de ambas as partes terem que chegar a um acordo, Pye foi levado em custódia por ordem do juiz e dito que ele estava sendo mantido sob investigação. "Nós ficamos chocados quando ele foi preso nesse dia, porque nos foi dito que foi resolvido," disse o diretor do ministério Alegria da Esperança, Brian Williams.

Segundo o relatório de direitos humanos mais recente do Departamento de Estado dos EUA, cerca de sete mil dos nove mil presos do país ainda não foram julgados. Além disso, muitos dos que aguardam julgamento são detidos por períodos que excedam o cumprimento de qualquer pena que possam ter recebido.

Segundo informações do Relatório, “o Código de Processo Penal não atribui responsabilidades claras para as investigações criminais e divide a competência entre a polícia, juízes de paz, promotores e magistrados ligados à investigação.

Frequentemente, as autoridades não conseguem interrogar testemunhas e investigações completas são realizadas raramente com autópsias, e os juízes de instrução muitas vezes recebem os arquivos incompletos."

Em meio às incertezas, a esposa de Pye vem incentivando os fiéis a orare, por seu marido, que pode perder o nascimento de seu filho.

"Eu oro todos os dias para que Danny seja liberado", Leann Pye escreveu em seu blog mês passado. Rogo a Deus para ver a minha dor e ouvir meu pranto. Mas eu tenho dito como Hananias, Misael e Azarias diante do rei. Se Deus nos salvar, é porque Ele é Deus. E se Ele escolher não salvar, Ele ainda será Deus”. 

veja também