Estado Islâmico é expulso de sua última base na Síria

Foi preciso apenas de um dia para derrotar o grupo terrorista e expulsá-lo de Abu Camal.

fonte: Guiame, com informações do Portas Abertas

Atualizado: Sexta-feira, 10 Novembro de 2017 as 10:54

O exército sírio retomou partes das terras dominadas pelo Estado Islâmico. (Foto: Reprodução).
O exército sírio retomou partes das terras dominadas pelo Estado Islâmico. (Foto: Reprodução).

Na última quinta-feira (9), foi declarada a vitória do exército sírio sobre o Estado Islâmico. Finalmente foi retomada a última cidade sob o domínio jihadista. Segundo o exército do presidente sírio Bashar al-Assad, “as unidades das nossas Forças Armadas, em cooperação com as forças aliadas, libertaram a cidade de Abu Camal”.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos confirmou a informação em um comunicado. “A libertação da cidade é muito importante porque sinaliza o colapso geral do projeto da organização terrorista Daesh na região”, relatou no informativo do comando-geral.

Recentemente a agência Reuters informou que o exército sírio, juntamente com o libanês Hezbollah e outras milícias xiitas, com apoio de Irã e Rússia, retomou partes das terras dominadas pelo Estado Islâmico. A cidade de Abu Camal, no rio Eufrates, está localizada no leste sírio e faz fronteira com o Iraque.

Captura da cidade

Na batalha que foi travada na última quarta-feira (8), as forças do Hezbollah entraram no Iraque e as Forças de Mobilização Popular iraquianas cruzaram para a Síria para ajudar a capturar a cidade. Já a ex-capital do Estado Islâmico, Raqqa, foi retomada pelas forças sírias em outubro como resultado de quatro meses de luta.

Na ocasião, analistas destacaram que era o fim simbólico do califado. A ONU estima que mais de 400 mil sírios morreram. Milhões se viram obrigados a abandonar suas casas e o país, inclusive cristãos que são um dos alvos do grupo terrorista. Desde o início do atual conflito na Síria, cerca de 40% dos cristãos deixaram o país.

veja também