Estevam Hernandes prega sobre vitórias em jejum da Ranascer

Estevam Hernandes prega sobre vitórias em jejum da Ranascer

Atualizado: Sexta-feira, 26 Fevereiro de 2010 as 12

A noite da segunda-feira, 22, entrou no segundo dia da campanha de Jejum dos 153 Grandes Peixes, com ministração do Apóstolo Estevam Hernandes, no Espaço Renascer. O culto, realizado também em todas as igrejas Renascer, começou com a oração do perdão e da família ministradas pela Bispa Sonia Hernandes.

Em sua ministração, o Apóstolo usou o texto bíblico de Juízes 6.1-6 e 11-17, e começou dizendo que nós "nascemos para viver a vida em abundância e não importa o que o inimigo tente fazer, temos condição para superar as dificuldades humanas".

O Apóstolo explicou que o povo de Israel estava sendo roubado pelos midianitas na hora da colheita. "Eles trabalhavam muito, mas na hora de colher não conseguiam, o que trazia uma marca de derrota sobre o povo de Deus". O Apóstolo Estevam disse que o desejo de satanás é tirar nosso poder de conquista, subtrair nossas forças e nos descaracterizar.

Ele disse que muitas vezes ao invés de se prepar como vencedores, os cristãos preparam covas para se esconder, como Gideão fazia na narrativa do texto citado. "Precisamos tomar cuidado para não sermos descaracterizados e começar religiosamente a aceitar as derrotas em nossas vidas", declarou o líder da Igreja Renascer. "Nunca devemos deixar de ser um guerreiros", completou.

Sob a direção do tema do segundo dia do jejum, pescar as vitórias pessoais, o apóstolo ensinou que "você precisa sair das covas da autocomiseração, da cova do quem é o culpado e da cova da desculpa". Segundo o Apóstolo, ao tomar essa decisão "quebramos o ciclo de derrotas em nossas vidas".

O exemplo de Jesus foi citado pelo Apóstolo, ao apontar a passagem onde Ele declara que o reino de Deus é tomado a força. "Quando tomamos esse posicionamento trazemos de volta a glória de Israel e o Senhor muda nosso nome", disse referindo-se ao personagem Gideão que teve seu nome alterado para Jerubaal, ao vencer os midianitas.

No final da ministração o Apóstolo Estevam ergueu um grande clamor, pedindo para que os fieis saíssem da cova e no mesmo momento falou da revelação por trás dessa palavra. "No final satanás achou por três dias que havia deixado Jesus na cova para sempre, mas dentro da cova Ele não estava parado. Jesus saltou da cova para ser o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. E é Ele quem tira tudo da cova", ministrou.

O Apóstolo ainda declarou que esse culto foi um divisor de águas na vida de todos os presentes, que a partir dele começa um tempo para que as pessoas comecem a pescar todas as vitórias em sua vida pessoal.

veja também